Gestão e Qualidade | 27 de dezembro de 2019

Hospital Tacchini dobrará de tamanho até 2024

Superintendente Hilton Mancio defende melhorias no financiamento do SUS, apresenta investimentos previstos e as principais conquistas de 2019
Hospital Tacchini dobrará de tamanho até 2024

De um lado, há um cenário que aponta dificuldades para o Hospital Tacchini, de Bento Gonçalves, como por exemplo o financiamento do SUS, que se configura como um dos principais desafios da instituição – só em 2019, necessitou de aporte próprio de R$ 25 milhões. Mesmo com esta situação, o hospital, que completou 95 anos em 2019, está conseguindo driblar os percalços, colher bons frutos no presente e projetar ótimas perspectivas. A expectativa é dobrar de tamanho nos próximos anos.

“O Tacchini projeta crescer o dobro do tamanho atual dentro de quatro anos”, revela o superintendente executivo, Hilton Roese Manciosexto entrevistado da série especial de final de ano do Portal Setor Saúde, que conta com a participação de executivos de saúde de hospitais e operadoras de planos de saúde do Rio Grande do Sul.

Desafios

O Hospital Tacchini integra o Tacchini Sistema de Saúde, do qual fazem parte o Hospital São Roque (Carlos Barbosa/RS)Plano de Saúde TacchimedFarmácia Tacchimed, Instituto Tacchini de Pesquisa em Saúde e Casa de Repouso Elisa Tramontina. O superintendente avalia como foram enfrentados os desafios impostos às instituições neste ano.

Sistema de Saúde Tacchini inaugura nova farmácia em Bento Gonçalves


“Somos uma instituição inquieta, com um modelo de gestão que valoriza o trabalho em equipe, a autonomia e o conhecimento. Com esta característica, avançamos na busca por soluções que nos permitiram superar os desafios de uma instituição filantrópica, onde aquilo que foi assumido é entregue. Nas duas cidades, Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, temos desenvolvido muitas ações que agregam valor às comunidades, levando conteúdos e ações que mudam e melhoram a vida das pessoas”, destaca.


Sobre a saúde suplementar, Mancio aponta a oportunidade oriunda de operadoras verticalizadas. “Na saúde suplementar, o mercado segue retraído, os crescimentos significativos que estão ocorrendo são através de processos de aquisições de carteiras. Outro movimento diz respeito a lançamento de produtos para nichos, como os idosos. Segmento abandonado pelas seguradoras e outras operadoras grandes tem sido competentemente assimilado por operadoras verticalizadas. Aliás, aí está uma grande oportunidade para os próximos anos”, avalia.

Aporte de R$ 25 milhões para o financiamento do SUS e eliminação de desperdícios

De acordo com o superintendente, o financiamento do SUS seguirá como um grande desafio para o Tacchini. “Em 2019 aportaremos cerca de R$ 25 milhões de reais para fechar a conta do SUS, sendo que os investimentos em infraestrutura e tecnologia não chegaram a 50% deste valor”, afirma.

Mancio aponta que, apesar do desafio estabelecido para as finanças, o Tacchini foca em reduzir desperdícios, sem reduzir recursos. “Quando se fala em redução de custos é importante levarmos à comunidade o entendimento de que tratamos da eliminação de desperdícios, nunca subtraindo os recursos necessários ao tratamento”, explica.

Saiba mais: Hospital Tacchini presta contas à comunidade referente aos serviços SUS


Entretanto, o superintendente ressalta que o financiamento do SUS é desafiador até mesmo para as instituições que eliminam desperdícios. “Para os 87,8% dos hospitais do RS que trabalham com o SUS a dificuldade é grande. Mesmo com desperdício zero não se consegue o equilíbrio econômico. Só para exemplificar um caso: para o atendimento da legislação estabelecida em portaria para UTI, com relação a pessoal, são gastos R$ 1.120,00 por diária com custo de pessoal direto. A diária do SUS é 470,00, com incentivo estadual chega a R$ 800,00. O valor não cobre nem o custo de pessoal estabelecido”, alerta.


Crescimento nos próximos quatro anos marcarão o centenário da instituição

Em 2024, o Hospital Tacchini irá celebrar o seu centenário e, de acordo com o superintendente, a data também será marcada pela ampla expansão. “O cenário dos próximos quatro anos é de crescimento acelerado do Tacchini. A futura estrutura praticamente dobrará a área construída, ganhando mais 27 mil metros quadrados. Serão 120 leitos para clientes do nosso Plano de Saúde Tacchimed. As obras estão previstas para iniciar em julho de 2020. Teremos 230 vagas para estacionamento. Com isto, precisaremos desenvolver novas lideranças e preparar as equipes”, indica.

Saiba mais: O crescimento do Hospital Tacchini em meio aos novos desafios da saúde

Pronto_Socorro_Tacchini

TI e Certificação HIMSS

A Certificação HIMSS é a principal em termos de tecnologia da informação para os hospitais, considerada uma das mais difíceis de se obter. O nível 5, por exemplo, refere-se a requisitos como manter um sistema de Arquivamento e Comunicação de Imagens (PACS), como capturar, armazenar, distribuir e exibir imagens médicas.


Mancio aponta que há uma série de investimentos sendo realizados ou em desenvolvimento. “Investimos na tecnologia útil, que nos leva a ganhos de eficiência e produtividade. O Tacchini hoje, em diagnóstico realizado pela HIMSS, encontra-se no nível 5, com vários requisitos de níveis 6 e 7 atendidos. São seis atributos a serem atendidos para nível 7”, avalia.


UTI Adulta será reformada e ampliada

“O Tacchini ainda contará com a reforma da UTI adulta, com ampliação para 30 leitos em março de 2020, abertura de um novo posto de coleta do Laboratório Clínico no shopping da cidade, também em março de 2020, além do início de ampliação do Hospital que mencionei anteriormente, que está previsto para julho de 2020, com nova área de 27 mil metros quadrados e continuidade da obra do Medical Center, previsto para o primeiro semestre de 2022, onde teremos 2.500 metros quadrados, com várias operações”, enumera.


O superintendente também destaca que o Instituto Tacchini de Pesquisa em Saúde, hoje com 25 pesquisas em andamento, deverá ampliar sua atuação e concluir pesquisa inédita na área da oncologia em 2020.


Inteligência Artificial em projetos desenvolvidos

A relevância das novas tecnologias no setor da saúde também é avaliada por Mancio, que aponta um projeto de Inteligência Artificial em desenvolvimento pela instituição. “Neste momento, nossa prioridade é a Inteligência Artificial, em projetos em desenvolvimento com a UCS – Universidade de Caxias do Sul e a Qualis. Temos projetos já em andamento, como a previsão de casos de infecções hospitalares e Inteligência de Mercado, como em desenvolvimento para buscar a previsão de adoecimento de pessoas. A internet das coisas da mesma forma, propiciando uma maior integração da atenção à saúde com os pacientes”, diz.

O crescimento do Hospital Tacchini em meio aos novos desafios da saúde

Tendência para a saúde suplementar

A saúde suplementar está apresentando vários modelos que estão sendo testados com foco em desfechos, e o mercado está mostrando um forte avanço das operadoras com estruturas próprias, de acordo com o superintendente. “A operadora financia o que está no ROL da ANS e tem acesso ao preço e desfecho de vários prestadores. Desta forma, não adianta forçar com novas tecnologias ou que não estão no ROL, nestes casos é preciso desenvolver nichos de mercados privados, pois também não será grande a adesão. O setor precisará encontrar soluções de competitividade pela eficiência”, enfatiza.

Mensagem para o final de 2019 e início de 2020

“Aos meus colegas do Sistema de Saúde Tacchini, gostaria de dizer que a soma de esforços mais uma vez valeu a pena. Conseguimos melhorar nossas entregas às comunidades que servimos de forma humana, com qualidade e tecnologia. Com trabalho árduo, muita dedicação e carinho, cuidamos das pessoas. Como diz Peter Drucker, “não podemos prever o futuro, mas podemos criá-lo”. É o que estamos fazendo e criando, com isso, novas oportunidades profissionais. Em nome de nosso Conselho de Administração, nosso muito obrigado”, finaliza.

Medical Center contará com um estacionamento com 360 vagas, clínicas e consul­tórios

Medical Center contará com estacionamento, clínicas e consultórios

 


Hilton Mancio

Hilton Roese Mancio atualmente exerce a Superintendência Executiva da Associação Dr. Bartholomeu Tacchini, tendo nos últimos 20 anos atuado em funções de direção em grandes empresas do setor saúde e outros 12 anos de experiência em funções gerenciais nas áreas de logística, projetos, administrativa, qualidade e gestão de unidades de negócios. Possui formação em Administração de Empresas pela PUCRS com especialização em Gestão da Qualidade, Dinâmica de Grupo, MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Dom Cabral e Post-MBA Program Leadership and Marketing – Kellogg Graduate School of Management.


Confira as datas das entrevistas e acompanhe:

DEZEMBRO

20 – Mohamed Parrini (Hospital Moinhos de Vento – Porto Alegre)

21 – Fernando Pedroso (Hospital Regional Santa Lúcia – Cruz Alta)

22 – Leandro Firme (Hospital São Lucas da PUCRS – Porto Alegre)

23 – Claudiomiro Carus (Hospital de Caridade – Erechim)

26 – Júlio Matos (Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre)

27 – Hilton Mancio (Hospital Tacchini – Bento Gonçalves)

28 – José Clóvis Soares (Hospital Divina Providência –  Porto Alegre)

29 – Ilário Jandir de David (Hospital São Vicente de Paulo – Passo Fundo)

30 – Jorge Bajerski (Hospital de Clínicas de Porto Alegre)

JANEIRO

2 – Ângela Perin (Hospital Dr Astrogildo de Azevedo – Santa Maria)

3 – André Cecchini (Grupo Hospitalar Conceição – Porto Alegre)

4 – Cleciane Simsem (Hospital Virvi Ramos – Caxias do Sul)

5 – Fernando Barreto (AESC/Hospital Mãe de Deus – Porto Alegre)

6 – Odacir Rossato (Hospital Ernesto Dornelles – Porto Alegre)

7 – Mauro Borges (Centro Clínico Gaúcho)

8 – Flávio Vieira (Unimed Porto Alegre)

VEJA TAMBÉM

Série Especial

As ações do Hospital Moinhos de Vento contra a Covid-19

O Portal Setor Saúde apresenta, a partir de hoje, 7, dia mundial da saúde, como importantes instituições estão se preparando para lidar com os casos: Grupo Hospitalar Conceição (GHC), Hospital Moinhos de Vento, Hospital Mãe de Deus/AESC, Hospital Ernesto Dornelles, Hospital Divina Providência, Hospital São Lucas da PUC-RS, Hospital de Caridade Dr Astrogildo de Azevedo (Santa Maria), Hospital Tacchini (Bento Gonçalves), Hospital Virvi Ramos (Caxias do Sul), Hospital Santa Lucia (Cruz Alta), Hospital São

As ações do Grupo Hospitalar Conceição para o enfrentamento da COVID-19

O Portal Setor Saúde apresenta, a partir de hoje, 7, dia mundial da saúde, como importantes instituições estão se preparando para lidar com os casos: Grupo Hospitalar Conceição (GHC), Hospital Moinhos de Vento, Hospital Mãe de Deus/AESC, Hospital Ernesto Dornelles, Hospital Divina Providência, Hospital São Lucas da PUC-RS, Hospital de Caridade Dr Astrogildo de Azevedo (Santa Maria), Hospital Tacchini (Bento Gonçalves), Hospital Virvi Ramos (Caxias do Sul), Hospital Santa
covid-19

Exclusivo: Como hospitais gaúchos lidam com o aumento de casos da Covid-19 no RS

O aumento rápido do número de casos de Covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus) se apresenta como um enorme desafio para os sistemas de saúde do mundo. No Brasil, de acordo com estimativas do Ministério de Saúde e de diversos estudos, serão meses com grande e crescente número de casos da doença. Com o crescimento e a necessidade de