Gestão e Qualidade | 7 de janeiro de 2020

CCG comemora ganho de eficiência e expandirá atendimento para o interior em 2020

Mauro Borges, Executivo de Operações, explica a mudança de paradigma para o modelo de “Saúde de Valor”
CCG comemora ganho de eficiência e expandirá atendimento para o interior em 2020

O principal desafio do Centro Clínico Gaúcho (CCG) em 2020 será expandir o atendimento para além da Região Metropolitana de Porto Alegre e Vale do Taquari. Trabalhamos para deixar a operação mais redonda e mudamos o modelo assistencial para “Saúde de Valor”. O modelo mais eficiente, e talvez o único, é o da verticalização, em que se obtém um maior controle sobre os processos, bem como sobre a qualidade empregada no tratamento. As declarações de Mauro Borges, Executivo de Operações do CCG, ajudam a compreender o novo momento vivido pela operadora gaúcha após a venda de fatia minoritária do CCG ao grupo Kinea, gestora de private equity do Itaú. A transação foi de cerca de R$ 150 milhões, concretizada no mês de maio.

O executivo é o 15º entrevistado da série especial de final de ano do Portal Setor Saúde, que conta com a participação de executivos de saúde de hospitais e operadoras de planos de saúde do Rio Grande do Sul. Borges detalhou as principais conquistas em 2019 e os planos para 2020.

Grandes conquistas em 2019

Mauro Borges destaca que o ano foi de foco na mudança de paradigma em relação ao modelo assistencial, investimento na modernização da gestão e incorporação de novas tecnologias para controle de custos e indicadores.


 “ O ano de 2019 foi de grandes conquistas para o CCG. Trabalhamos para deixar a operação mais redonda e mudamos o modelo assistencial para “Saúde de Valor”. Este novo modelo consiste em uma série de iniciativas que colocam o paciente no foco do tratamento, aumentando a resolutividade e trabalhando na prevenção de doenças. Além disso, auxilia nos custos da operação e melhora a experiência e a satisfação dos clientes e beneficiários. Para tal, fizemos uma série de investimentos em novas tecnologias, tais como: a reformulação da central de atendimento – que torna o processo mais fácil, prático e acessível; o Inteligência CCG – que auxilia na gestão de saúde das empresas, proporcionando visibilidade e gestão de saúde dos funcionários; o CCG24h – serviço de orientação em saúde gratuito, que possibilita ao beneficiário sanar suas dúvidas antes de procurar a emergência; o +Saúde – plataforma que vem para nos apoiar no processo de gerenciamento dos pacientes crônicos e traz mais efetividade para nossos programas existentes há mais de 7 anos (Saúde em Dia e PAD); e por fim o Dr. Marvin – que, através de inteligência artificial, auxilia na verificação de contas médicas e fraudes do sistema de saúde. Por meio destas tecnologias, trabalharemos melhor a questão de saudabilidade dos contratos PJ, reduzindo o desgaste de futuros reajustes com os clientes”, detalha Borges.


Em 2019 foi inaugurada unidade na Zona Sul de Porto Alegre

Em 2019 foi inaugurada unidade na Zona Sul de Porto Alegre

xxx

Ampliação da rede de atendimento, maior qualidade do atendimento e melhor modelo de remuneração

Uma série de investimentos, visando ganho de escala e novos pontos de atendimento, foi anunciada pelo executivo de operações da CCG. Cidades do interior receberão, em breve, novas unidades CCG. A meta é entregar maior qualidade ao paciente e melhor remuneração aos médicos.


“ O principal desafio do CCG em 2020 será expandir o atendimento para além da Região Metropolitana de Porto Alegre e Vale do Taquari. Estamos estruturando uma série de operações em outras regiões como Bagé, Santa Maria, Cruz Alta e Novo Hamburgo. E vem mais por aí. Estes investimentos nos trouxeram estrutura e eficiência que nos colocou em outro patamar de gestão, de controles e de qualidade. Além disso, nos habilita a entrar rapidamente no tema de medicina de valor (saúde de valor), enfatizando a saúde preditiva, maior qualidade do atendimento e melhor modelo de remuneração para médicos, seja de rede própria ou credenciada” enfatiza o executivo. 


Importância das novas tecnologias para o CCG

As novas tecnologias têm tido um papel valioso para o CCG, que em pouco tempo, passou a ter uma ampla visão dos indicadores que impactam o negócio. Borges salienta os investimentos em tecnologias extremamente avançadas.


“ Estamos acompanhando fortemente esses avanços tecnológicos e incorporando rapidamente no nosso dia a dia. Partimos de um sistema ERP (concebido internamente) para uma implantação de um novo sistema integrado (ERP – Solus), além de uma série de investimentos em tecnologias extremamente avançadas. Por exemplo: o Dr Marvin, que nos auxilia no processo de contas médicas; o Inteligência CCG que nos auxilia na gestão conjunta com nossos clientes dos custos assistenciais, refletindo em um melhor processo de reajuste. Aliás, a nossa estratégia é, com o tempo, realizar ajustes apenas por índices de mercado e não repassar inflação médica; O +Saúde, com o gerenciamento inteligente de crônicos; Clinical Key (plataforma Elsevier de gestão clínica), entre outros que virão trazendo maior benefício e qualidade aos clientes e funcionários. Além disso, iniciamos a implantação de uma das melhores plataformas disponíveis que trará uma série de benefícios aos nossos funcionários. Entendemos que cuidar dos nossos funcionários é cuidar também de nossos clientes”, defende Borges.


Executivos Mauro Borges e Fábio Rossetto

Executivos Mauro Borges e Fábio Rossetto

xxx

Fee for Service, verticalização, valor e qualidade a preço justo

Para Borges, o modelo fee for service é insustentável. O executivo fala ainda sobre a verticalização e a necessidade de buscar o modelo de saúde de valor. Borges defende que para entregar qualidade, não é necessariamente necessário cobrar um preço elevado.


“ Já está comprovado que o atual modelo praticado de medicina – o de fee for service – não funciona. Os custos são sempre repassados para os clientes e o modelo é insustentável. O modelo mais eficiente, e talvez o único, é o da verticalização, em que se obtém um maior controle sobre os processos, bem como sobre a qualidade empregada no tratamento. Também se destaca o modelo de saúde de valor (em suas várias modalidades), em que se prevê um serviço de qualidade, adequado à necessidade do paciente, sendo cauteloso com os custos e visando sempre a satisfação final e resolutividade. Entendemos que não precisamos, necessariamente, pagar uma saúde mais cara para ter qualidade”, explica Borges. 


Mensagem aos colaboradores

“ Gostaria de agradecer o forte empenho de todas as equipes durante este ano. Foram meses de intenso trabalho e mudanças, que exigiram de todos muito esforço e dedicação para atingir as metas e resultados. Para 2020 esperamos contar com todo esse comprometimento novamente e com mais foco nos resultados”, finaliza.

Mauro Borges

Mauro Medeiros Borges, Diretor Executivo de Operações do CCG, é graduado em Medicina pela UFRGS, com residência em Ginecologia e Obstetrícia. Cursou especialização na Universita Livre de Firenze, na Itália, MBA em Gestão Empresarial na FIA / FEA-USP e Governança Corporativa no IBGC. Atuou como Vice-Presidente da Unimed POA, como Superintendente Médico no Hospital Alemão Oswaldo Cruz e Diretor Nacional no Américas Serviços Médicos, reunindo formação médica e consistente experiência em gestão.

 

Mauro Borges

Mauro Borges

xxx


Confira as datas e acompanhe:

DEZEMBRO

20 – Mohamed Parrini (Hospital Moinhos de Vento – Porto Alegre)

21 – Fernando Pedroso (Hospital Regional Santa Lúcia – Cruz Alta)

22 – Leandro Firme (Hospital São Lucas da PUCRS – Porto Alegre)

23 – Claudiomiro Carus (Hospital de Caridade – Erechim)

26 – Júlio Matos (Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre)

27 – Hilton Mancio (Hospital Tacchini – Bento Gonçalves)

28 – José Clóvis Soares (Hospital Divina Providência –  Porto Alegre)

29 – Ilário Jandir de David (Hospital São Vicente de Paulo – Passo Fundo)

30 – Jorge Bajerski (Hospital de Clínicas de Porto Alegre)

JANEIRO

2 – Ângela Perin (Hospital Dr Astrogildo de Azevedo – Santa Maria)

3 – André Cecchini (Grupo Hospitalar Conceição – Porto Alegre)

4 – Cleciane Simsem (Hospital Virvi Ramos – Caxias do Sul)

5 – Fernando Barreto (AESC/Hospital Mãe de Deus – Porto Alegre)

6 – Odacir Rossato (Hospital Ernesto Dornelles – Porto Alegre)

7 – Mauro Borges (Centro Clínico Gaúcho)

8 – Flávio Vieira (Unimed Porto Alegre)

VEJA TAMBÉM

Com doação de R$ 4,5 milhões, Santa Casa de Porto Alegre inaugura Instituto Materno-Fetal Celso Rigo

Entrou em funcionamento no dia 13 a primeira etapa do Instituto Materno-Fetal Celso Rigo da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Conforme a instituição, trata-se da mais completa estrutura da América Latina localizada em um único centro, voltada para o atendimento de todos os tipos de patologias materno-fetais para pacientes usuários do SUS, de convênios e particulares.

GHC lança portal de transparência com dados e informações sobre as ações de enfrentamento ao Covid

O Grupo Hospitalar Conceição (GHC) lançou o Portal Covid-19, onde estão centralizadas as informações relacionadas ao enfrentamento da pandemia de Covid-19 na instituição, como aquisições e contratações, materiais e medicamentos utilizados, relatórios de ações, doações recebidas, cursos, estudos e notícias. Conforme o GHC, num esforço conjunto das gerências de Informática, de Governança, Riscos e Conformidade, de Materiais

Hospital de campanha junto ao Hospital Dom João Becker completa um mês de funcionamento em Gravataí

O hospital de campanha montado junto ao Hospital Dom João Becker  completa seu primeiro mês de funcionamento na sexta-feira (10). O local de aproximadamente 400 metros quatros é referência para todos os pacientes com sintomas gripais e respiratórios no município de Gravataí, na Grande Porto Alegre. Segundo a instituição hospitalar, mais de 1,5 mil pessoas já foram atendidas e cerca de 80 foram internadas. A estrutura temporária conta com central de triagem, quatro consultórios, sala de medicação,