Gestão e Qualidade | 2 de junho de 2020

Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo alerta para que pacientes não interrompam seus tratamentos

Diretores destacam as ações adotadas para garantir atendimento seguro aos “pacientes não Covid-19”
Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo alerta para que pacientes não interrompam seus tratamentos

A pandemia da Covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus) fez com que diversas rotinas fossem alteradas em todo o mundo. O Portal Setor Saúde, em parceria com a Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde do RS (FEHOSUL), lançou no dia 27, uma série especial de entrevistas com gestores das instituições de saúde, para abordar a realidade em cada hospital.


“ Dados divulgados em diferentes veículos de comunicação no mundo todo demonstram que, durante a pandemia, pacientes deixaram de ir às emergências. Muitos interromperam seus tratamentos. Em hospitais filiados à nossa entidade identificamos o mesmo problema. A série evidencia a necessidade de um esforço de nossas lideranças, organizações médicas e governos para não negligenciarmos os demais pacientes não Covid-19”, explica o presidente da FEHOSUL, médico Cláudio Allgayer. As entrevistas apresentam os perigos em não procurar os serviços de saúde no momento certo. E trazem números sobre a queda de atendimentos verificada em cada hospital, assim como as renovadas ações de segurança assistencial adotadas pelas instituições hospitalares”, completa. 


Confira o que foi dito pelo Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), de Passo Fundo. A entrevista foi concedida pela vice-diretora técnica-médica e coordenadora do Comitê Especial de Gerenciamento de Crise para Enfrentamento ao Coronavírus, Cristine Pilati Pileggi Castro; e pelo diretor corporativo de Recursos Humanos e membro do Comitê Especial de Gerenciamento de Crise para Enfrentamento ao Coronavírus, Júlio César de Bem.

Receio da Covid-19 

Os diretores do Hospital São Vicente de Paulo afirmam que observaram, no setor de Emergência, um comportamento receoso dos pacientes após os registros de Covid-19 no Rio Grande do Sul. De acordo com eles, até mesmo pacientes acometidos de infarto agudo do miocárdio (IAM) retardaram a procura de atendimento de urgência por medo da Covid-19.

Entretanto, os diretores ressaltam que o ritmo seguiu normal para a procura de atendimento de emergência para casos de AVC, de traumas e de outras urgências.

unidade_uruguai_hsvp

Retomada dos procedimentos eletivos

Diferentemente de outros hospitais que registram quedas acentuadas, o setor de emergência do HSVP registrou diminuição de apenas 21% na procura geral. Do total de atendimentos realizados, 80,4% são procedentes da cidade de Passo Fundo e os demais dos municípios vizinhos da região.

Inicialmente, os atendimentos eletivos (consultas e cirurgias) foram canceladas no período de abril a maio. Com a liberação das cirurgias eletivas, pelo Governo do RS, o Hospital voltou a operar, a partir de 18 de maio, com 30% da capacidade de seus procedimentos eletivos.


“Caso a bandeira laranja [do modelo de distanciamento controlado apresentado pelo Governo do RS] continue por mais duas semanas em Passo Fundo, a expectativa é de aumentar para 50% da capacidade de atendimento eletivo e assim, subsequentemente”, explicam os diretores. A bandeira laranja significa que as restrições podem ser mais flexibilizadas.

Os diretores ressaltam que estão contatando regularmente os pacientes agendados para procedimentos eletivos, verificando se os mesmos mantiveram contato com pessoas suspeitas ou positivas da Covid-19, ou se estão ou estiveram doentes – caso a resposta seja afirmativa, é realizado o agendamento do atendimento para 30 dias.


Novos protocolos de rotina para garantir segurança dentro do Hospital

“Desde o início da pandemia, o Hospital São Vicente de Paulo tem se preocupado não só com a segurança e bem-estar dos pacientes, mas também dos seus colaboradores. Além do uso de EPI’s, foram intensificadas as medidas de higiene”, explicam.


Os diretores ressaltam que o fluxo de atendimento dos pacientes suspeitos ou confirmados da Covid-19 não é o mesmo dos demais pacientes. “Caso um paciente com coronavírus precise circular por áreas comuns, é adotado rígido protocolo de higiene e cuidados. Ainda, é obrigatório o uso de máscara dentro do hospital e as visitas foram canceladas, restringindo assim a circulação de pessoas no Hospital”, salientam.




Site exclusivo sobre a Covid-19 desenvolvido pelo HSVP

O HSVP disponibiliza um site exclusivo sobre o coronavírus (hsvp.com.br/coronavirus), que traz informações, dados e orientações sobre a Covid-19. O site informa o número de casos atendidos no Hospital e as cidades de origem, além de pacote de medidas, fluxos de atendimentos, protocolos e comunicados. “Ainda, por meio da imprensa, redes sociais e site, reforçamos a divulgação de informações das medidas adotadas pelo Hospital, para que as pessoas tenham maior segurança, caso necessitem vir à instituição, bem como se mantenham informadas sobre medidas de prevenção”, destacam.

hsvpocorona


“Tratamentos não podem ser suspensos”

Ao interromper um tratamento, o paciente pode ter uma piora considerável da sua condição de saúde. Os diretores enfatizam que os pacientes que realizam tratamentos como hemodiálise, quimioterapia e radioterapia são orientados pelos profissionais do HSVP para que não faltem aos tratamentos por medo da Covid-19. “Estes tratamentos não podem ser suspensos de forma alguma”, alertam.


Série especial: leia as entrevistas já publicadas

Hospital Mãe de Deus estabelece novas rotinas para garantir atendimento seguro a todos os seus pacientes (27/05): Rafael Cremonese

Hospital de Caridade de Erechim vive nova realidade em meio à pandemia do coronavírus (28/05): Claudiomiro Carus

O perigo em não procurar o atendimento adequado no momento certo (Hospital Moinhos de Vento, 29/05): Luiz Antonio Nasi

Hospital Divina Providência e as ações para garantir a saúde dos pacientes não Covid-19 durante a pandemia (30/05): Willian Dalprá

Como o Hospital Tacchini vem atuando para garantir atendimento seguro a pacientes Covid e não Covid (31/05): Roberta Pozza

Conheça 6 protocolos do Hospital São Lucas da PUC-RS para garantir atendimento seguro aos seus pacientes (01/06): Leandro Firme

Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo alerta para que pacientes não interrompam seus tratamentos (02/06): Cristine Pilati Pileggi Castro e Júlio César de Bem.

Santa Casa identifica aumento significativo de complicações em pacientes não Covid-19 em função de procura tardia (03/06): Ricardo Kroef

Pacientes não Covid-19: Hospital Santa Lúcia ressalta riscos da procura tardia por atendimento (04/06): Fernando Pedroso

Diretora do Hospital Virvi Ramos de Caxias do Sul detalha impactos da pandemia (05/06): Cleciane Simsen

Hospital Conceição aponta queda de atendimentos de AVC e infarto durante a pandemia: (06/06): Rafael Ribeiro

Como o Hospital Clínicas vem atuando para atender pacientes Covid e não Covid com segurança (07/06): Brasil Silva Neto e Jeruza Neyeloff

VEJA TAMBÉM

Hospital de campanha junto ao Hospital Dom João Becker completa um mês de funcionamento em Gravataí

O hospital de campanha montado junto ao Hospital Dom João Becker  completa seu primeiro mês de funcionamento na sexta-feira (10). O local de aproximadamente 400 metros quatros é referência para todos os pacientes com sintomas gripais e respiratórios no município de Gravataí, na Grande Porto Alegre. Segundo a instituição hospitalar, mais de 1,5 mil pessoas já foram atendidas e cerca de 80 foram internadas. A estrutura temporária conta com central de triagem, quatro consultórios, sala de medicação,

Jorge Bajerski fala sobre ensinamentos e o papel do Hospital de Clínicas de Porto Alegre na pandemia

O  Hospital de Cínicas de Porto Alegre (HCPA) é uma das instituições de referência para tratamento da Covid-19 no Rio Grande do Sul. Para abordar como a instituição está agindo para enfrentar o coronavírus, a Faculdade de Tecnologia em Saúde (Fasaúde/IAHCS) promoveu a Live O Hospital de Clínicas de Porto Alegre e a Covid-19, com

Santa Casa de Porto Alegre lança primeira ferramenta do mundo que detecta prescrições fora do padrão

A Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, por meio de seu Centro de Inovação, em parceria com a NoHarm.ai, desenvolveu dois algoritmos de automação para triagem farmacêutica. As duas inteligências trabalham em conjunto. Enquanto a primeira prioriza as prescrições mais críticas, a segundo indica potenciais erros da prescrição, levando em consideração os resultados dos exames do paciente, o