Mundo | 4 de março de 2014

Mais uma prótese mamária é recolhida na França

Mais uma prótese mamária francesa é recolhida do mercado
Mais uma prótese mamária francesa é recolhida

Em fevereiro, o governo francês recolheu todos os implantes Cereform, da empresa Cereplas, devido a falhas nas normas de esterilização no processo de fabricação.

A notícia teve grande repercussão na Austrália, onde 4,8 mil implantes Cereform foram vendidos desde 2009. Mesmo sem a confirmação de casos com efeitos colaterais, os cirurgiões plásticos do país pedem ao governo nacional urgência no funcionamento de um registro nacional para implantes mamários.

Apesar do recolhimento, não há registro de infecção ou outros eventos adversos associados às próteses (que também estão presentes no mercado brasileiro). Não é a primeira vez que ocorre caso semelhante. Em dezembro de 2013, cinco executivos da empresa francesa de implantes – agora extinta – Poly Implant Prothèse (PIP) foram presos (leia mais aqui).

Os implantes PIP foram proibidos depois da descoberta que eram fabricados com materiais de qualidade inferior, silicone industrial não aprovado para o uso humano.

VEJA TAMBÉM