Gestão e Qualidade, Perfil | 8 de outubro de 2015

Hospitais obtêm destaque no Top Ser Humano e Top Cidadania da ABRH

Cerimônia ocorreu no dia 7 de outubro, em Porto Alegre
Hospitais obtêm destaque no Top Ser Humano e Top Cidadania da ABRH

A Associação Brasileira de Recursos Humanos do Rio Grande do Sul (ABRH-RS) premiou os vencedores dos prêmios Top Ser Humano e Top Cidadania 2015.

Os homenageados receberam os prêmios no dia 7 de outubro, em solenidade no Grêmio Náutico União, em Porto Alegre. Ao todo, foram 31 empresas agraciadas com o Top Ser Humano e nove organizações e um estudante premiados com o Top Cidadania. Dez destas instituições são do trade Saúde.

“O Top Ser Humano e o Top Cidadania formam uma marca que consagra empresas, organizações e pessoas que sabem como fazer gestão, com propósito de contribuir para uma melhor condição de vida das pessoas e da produtividade laboral”, destacou o presidente da ABRH-RS, Orian Kubaski, em nota oficial.

Filiados à Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde do Rio Grande do Sul (Fehosul) e ao Sindihospa, o Hospital Mãe de Deus, Moinhos de Vento e o Clínicas, foram, mais uma vez, destaques com seus cases. Os hospitais Santa Casa de Misericórdia, de Porto Alegre, e o Ana Nery, de Santa Cruz, também receberam destaque, sendo igualmente agraciados.

Hospital Mãe de Deus

O Hospital Mãe de Deus conquistou o prêmio Top Ser Humano com o “Programa de Humanização e Espiritualidade”. Iniciado em 2013, foi idealizado para desenvolver a cultura e a vivência organizacional conforme os preceitos de humanização e espiritualidade do Hospital, capacitando seu público interno para um novo conceito de relacionamento, e, dessa forma, concretizando sua missão e objetivos através de resultados mensuráveis.

O gerente corporativo de RH, Guilherme Machado, afirma que, após o ciclo de dois anos, o Programa está consolidado, beneficiando o funcionário, o cliente e a instituição. “Os resultados apresentados reforçam a atuação estratégica de gestão de pessoas do Sistema de Saúde Mãe de Deus”, destaca. O Programa acompanha a evolução das Instituições em que o diferencial de qualidade e competitividade não será somente pela tecnologia, conhecimento e habilidades técnicas, mas também a forma como as pessoas se relacionam e vivem seu humano e espiritual.

Equipe Mãe de Deus na premiação da ABRH

Equipe Mãe de Deus na premiação da ABRH

 

Machado explica que foi necessária a identificação e integração de diversas outras iniciativas já realizadas na instituição que se encaixam nas premissas de humanização e espiritualidade. Contudo, para garantir a sustentabilidade deste Programa e vinculá-lo às diretrizes organizacionais, houve a necessidade de adoção de uma sistemática de atuação e acompanhamento. A metodologia Planetree possibilitou organizar e criar uma série de ações voltadas a este posicionamento sempre alicerçadas na missão da Congregação e da Instituição. Para que o cliente possa perceber essa atitude diferenciada, foi necessário desenvolver a competência essencial de humanização e espiritualidade a partir do público interno.

Ao beneficiar o funcionário, o cliente e a instituição, o Programa possibilitou atuar frente a um problema social, a crise de confiança nas organizações, especialmente em um tema muitas vezes confundido com religião, desvinculado da estratégia e de resultados, tanto no segmento da saúde como nos demais. “Temos certeza que, após um ciclo tão importante do Programa de Humanização e Espiritualidade, a arte da Gestão de Pessoas está na capacidade de vivenciar os conceitos e métodos no cotidiano da vida das pessoas em prol do bem comum”, observa o gerente.

A presidente do Sistema de Saúde Mãe de Deus, irmã Lúcia Boniatti, considera que o “case” Humanização e Espiritualidade vem ao encontro de cada pessoa, para que possa descobrir em si mesma seus dons que a humanizam e a fazem crescer segundo seus próprios potenciais.  “A espiritualidade faz parte de cada ser na sua essência. No momento em que cada ser humano se descobre como um todo tem condições para melhor relacionar-se com seus semelhantes, seus pares e suas equipes. Isso tudo faz com que o trabalho e o serviço realizados sejam revestidos pelas melhores características que o ser humano traz em si. Humanização e Espiritualidade significa acolher a vida como um processo a ser vivenciado em todos os seus momentos na felicidade e no amor ao próximo. Este programa está melhorando a cada dia o clima vivencial no Hospital Mãe de Deus. Os funcionários que participam do programa são capazes de superar com mais tranquilidade todos os momentos de sua vida.  A todos os funcionários desejo que sigam em frente, motivando outros colegas a participar do programa. ”

Hospital Moinhos de Vento

Com 88 anos de trajetória, a Instituição foi novamente uma das vencedoras do Top Ser Humano, com o case “Cuidar como Missão, Celebrar como Gestão”. A instituição utiliza a confraternização como um instrumento de gestão, valorizando a equipe, fortalecendo o empenho e a atenção dos colaboradores para cumprir a missão de cuidar de vidas e, ainda, construir um bom ambiente de trabalho e promover a cultura do pertencimento.

“Um grande rol de iniciativas, entre ações e eventos, é minuciosamente planejado para envolver a todos, dos colaboradores às comunidades do entorno onde estão localizadas suas unidades. A celebração coletiva e o reconhecimento individual fortalecem nossa estratégia de excelência e resultam em orgulho e vontade de contribuir para o Hospital, estimula o empenho e o comprometimento dos colaboradores em auxiliar na construção de um bom ambiente de trabalho,” avalia o superintendente executivo do Hospital Moinhos de Vento, Fernando Andreatta Torelly.

Moinhos_Top_Ser_ABRH

Equipe Moinhos de Vento na premiação

 

O Hospital também conquistou o Prêmio Top Cidadania, com o case “Hospital Restinga e Extremo-Sul: troca, conquista e trabalho como fator de transformação social”. Inaugurado em 1º de julho de 2014, o Hospital trouxe grandes avanços sociais para os mais de 100 mil habitantes da região, que agora encontram, perto de casa, um complexo hospitalar que dispõe de pronto atendimento 24h e de uma unidade de internação, apoiados por uma estrutura de exames de diagnóstico.

O HRES tem hoje 343 funcionários. Cinquenta e dois por cento dos colaboradores de nível médio e técnico são moradores da própria Restinga e de bairros do Extremo-Sul. Parte da equipe foi formada na Escola de Gestão em Saúde fundada em 2009, com a missão de qualificar a mão de obra local e formar profissionais para atuação na instituição, que é administrada pela Associação Hospitalar Moinhos de Vento, em parceria com a Prefeitura de Porto Alegre, Governo do Rio Grande do Sul e Ministério da Saúde. A unidade é dividida em Hospital, Emergência, Centro de Diagnóstico, Centro de Especialidades e Escola de Gestão em Saúde.

Ao unir desenvolvimento humano, prosperidade social e qualidade de vida, o Hospital Restinga e Extremo-Sul criou uma relação de proximidade com a comunidade, conforme destaca o Superintendente de Educação, Pesquisa e Responsabilidade Social Luciano Hammes. “Buscamos desenvolver um projeto sustentável que contribuísse para a sociedade, não só em termos de saúde pública, mas também para a qualificação profissional e geração de emprego. O alcance social dessa iniciativa para a Restinga transcende o acesso à saúde. A relação é uma via de mão dupla – o grupo do hospital e a comunidade transformam e são transformados, todos os dias”.

Hospital de Clínicas de Porto Alegre

O HCPA conquistou o Top Ser Humano na categoria Empresa. O case vencedor foi “Estratégias consolidadas de Gestão de Pessoas como diferencial para funcionários em benefícios previdenciários”, que relata a experiência do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) como empresa pública convenente da Previdência Social. Através da cooperação entre estas instituições busca-se a valorização das pessoas e a eficácia dos processos que envolvem os benefícios previdenciários, revertendo em ações que resultem em uma melhor qualidade de vida do trabalhador. O case de destaque retrata um trabalho que é realizado há 37 anos e que impacta positivamente na vida dos funcionários que se afastam por doença, licença maternidade ou que precisam de orientações e encaminhamento da aposentadoria.

Nesta área, um dos diferenciais que destaca o HCPA do mercado é o fato de disponibilizar atendimento personalizado ao funcionário que enfrenta limitações, físicas e/ou emocionais, e oferecer orientações, através de um especialista da área de Gestão de Pessoas, sobre os direitos em relação aos benefícios previdenciários.

HCPA_Top_Ser_Humano

Equipe HCPA na cerimônia de premiação

 

Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

O projeto “Santa Casa: voluntariado em favor da vida” aborda a trajetória da construção da nova UTI do Hospital da Criança Santo Antônio pelo grupo Voluntárias pela Vida. Formado por dez mulheres, o grupo arrecadou R$ 3,7 milhões, o que permitiu a construção da estrutura civil e a incorporação de dez leitos de UTI aos 30 já existentes. A obra, inaugurada em 24 de junho de 2015, possibilitou um aumento de 25% no número de procedimentos de alta complexidade em pacientes pediátricos, sobretudo de cirurgias cardíacas e de malformações digestivas e hepáticas, além de transplantes de coração, fígado e rins.

Confira todos os vencedores ligados à saúde abaixo:

Top Ser Humano 2015

AESC – Hospital Mãe de Deus –  Humanização e espiritualidade alinhada às estratégias do negócio.

Fundação Francisco Xavier Kunst – Desenvolvendo pessoas através da cultura do voluntariado.

Hospital Ana Nery – Psicologia e Enfermagem – vivências de desenvolvimento e motivação com equipe de CTI.

Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) – Estratégias consolidadas de gestão de pessoas como diferencial para funcionários em benefícios previdenciários.

Hospital Moinhos de Vento – Cuidar como missão, celebrar como gestão.

Unimed Noroeste/RS – Programa Pertencer: Inclusão como política de gestão de pessoas.

Unimed Porto Alegre – Inovação, Protagonismo, Colaboração, Desenvolvimento e Bem-estar: os pilares da comunicação para a Gestão de Pessoas na Unimed Porto Alegre.

Top Cidadania 2015

Hospital Moinhos de Vento – Troca, conquista e trabalho como fator de transformação social.

Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre – Santa Casa: voluntariado em favor da vida.

Vitasons Ótica e Aparelhos Auditivos – Projeto Solidário Vitasons – levando qualidade de vida a quem precisa.

VEJA TAMBÉM

Hospital de campanha junto ao Hospital Dom João Becker completa um mês de funcionamento em Gravataí

O hospital de campanha montado junto ao Hospital Dom João Becker  completa seu primeiro mês de funcionamento na sexta-feira (10). O local de aproximadamente 400 metros quatros é referência para todos os pacientes com sintomas gripais e respiratórios no município de Gravataí, na Grande Porto Alegre. Segundo a instituição hospitalar, mais de 1,5 mil pessoas já foram atendidas e cerca de 80 foram internadas. A estrutura temporária conta com central de triagem, quatro consultórios, sala de medicação,

Jorge Bajerski fala sobre ensinamentos e o papel do Hospital de Clínicas de Porto Alegre na pandemia

O  Hospital de Cínicas de Porto Alegre (HCPA) é uma das instituições de referência para tratamento da Covid-19 no Rio Grande do Sul. Para abordar como a instituição está agindo para enfrentar o coronavírus, a Faculdade de Tecnologia em Saúde (Fasaúde/IAHCS) promoveu a Live O Hospital de Clínicas de Porto Alegre e a Covid-19, com

Santa Casa de Porto Alegre lança primeira ferramenta do mundo que detecta prescrições fora do padrão

A Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, por meio de seu Centro de Inovação, em parceria com a NoHarm.ai, desenvolveu dois algoritmos de automação para triagem farmacêutica. As duas inteligências trabalham em conjunto. Enquanto a primeira prioriza as prescrições mais críticas, a segundo indica potenciais erros da prescrição, levando em consideração os resultados dos exames do paciente, o