Gestão e Qualidade | 2 de julho de 2018

Hospital Tacchini passa a utilizar lenha ecológica em sua caldeira e deixará de emitir 32 toneladas de monóxido de carbono

Estimativa de reduzir em até 75% a emissão de gases
Hospital Tacchini passa a utilizar lenha ecológica em sua caldeira e deixará de emitir 32 toneladas de monóxido de carbono

O Hospital Tacchini, de Bento Gonçalves, está utilizando, desde maio, em sua caldeira os briquetes, uma espécie de lenha ecológica feita de serragem de madeira reflorestada e, assim, deixando de lado a lenha de acácia, usada até então. O processo é altamente vantajoso para a Instituição, por reduzir significativamente a emissão de gases na atmosfera e por permitir aos funcionários que realizam o serviço melhores condições de segurança e ergonomia.

Briquetes

 

Com o novo sistema, o Hospital Tacchini deixa de emitir cerca de 32 toneladas de monóxido de carbono ao ano, ou seja, 75% menos que o sistema anterior. “Ou seja, evitamos o corte de mais de 33 mil árvores a cada ano”, explica o Engenheiro Adriano Postal, que acompanhou o processo de implantação dos briquetes.

Hoje, o Hospital Tacchini alimenta com seu sistema de caldeira as áreas da lavanderia, aquecimento dos quartos, aquecimento de água dos banhos, o processo de esterilização e equipamentos da cozinha.

Outras vantagens com o uso dos briquetes:

Controle da umidade: por ser um material compactado e industrializado, o controle da umidade passa a ser constante. Assim, reduz-se a emissão de fumaça;

Controle de vetores: como os briquetes são entregues em paletes, todo material vem embalado e isso evita a presença de aranhas e outros insetos em espaços frequentados pelos funcionários, principalmente as áreas assistenciais.

Melhoria aos funcionários: a área próxima a caldeira passou por reformas, ganhando um elevador eliminando-se etapas de manuseio. Também, pelo fato do briquete ter tamanho e peso padronizado, todo este processo trouxe melhoria das condições de trabalho.

TÓPICOS ,

VEJA TAMBÉM

Diretrizes clínico-assistenciais são apresentadas no 10º Seminário PROADI-SUS

O Hospital Moinhos de Vento promoveu na quarta-feira (10), o 10º Seminário PROADI-SUS, realizado no Anfiteatro Schwester Hilda Sturm do Hospital, em Porto Alegre. Nesta edição, foi apresentado o projeto Desenvolvimento de Diretrizes Clínico-Assistenciais para o SUS. O objetivo dos encontros é compartilhar informações sobre as iniciativas desenvolvidas em parceria com o Ministério da Saúde,
ENTREVISTA

Hospital Ernesto Dornelles torna-se o 5º hospital gaúcho associado a ANAHP

Após a adesão do Hospital Ernesto Dornelles oficializada recentemente, a saúde gaúcha agora conta com cinco hospitais associados a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), entidade representativa dos principais hospitais privados de excelência do país. O Ernesto Dornelles é uma instituição privada, inaugurada em 1962. Conta atualmente com 312 leitos e 33 especialidades médicas. O Portal Setor Saúde conversou com

Hospital Moinhos de Vento promove em Brasília 2° Encontro Internacional do Projeto Paciente Seguro

A segunda edição do Encontro Internacional do Paciente Seguro, realizada na terça-feira (9), em Brasília, reuniu profissionais de saúde de todas as regiões do país para compartilhar experiências e conhecimento sobre segurança do paciente e qualificação do SUS. Realizado pela equipe do Projeto Paciente Seguro, com a coordenação do Hospital Moinhos de Vento, em parceria