Mundo | 5 de fevereiro de 2018

Falta de material para diálise pode causar a morte de milhares de venezuelanos

Desabastecimento de insumos médicos na Venezuela chega a 85%
Falta de material para diálise pode causar a morte de milhares de venezuelanos1

Segundo ONGs e pacientes venezuelanos, cerca de 17 mil pessoas correm o risco de morrer na Venezuela por falta de material para diálise, um dos muitos insumos médicos escassos pela crise econômica.

De acordo com Francisco Valencia, diretor da ONG Codevida, os filtros que fazem a função do rim nas diálises estão esgotados. Se os pacientes não forem atendidos, irão morrer pela falta do tratamento. O diretor da ONG alerta que um paciente já morreu pela falta da diálise.

Segundo o jornal El Nacional, 32 dos 129 centros de hemodiálise do país estão fora de serviço por falta de material. A escassez de remédios na Venezuela para doenças de alto custo, como o câncer, chega a 95%, enquanto os essenciais, como contra hipertensão, são de 85%, de acordo com a Federação Farmacêutica do país.

O presidente Nicolás Maduro aprovou recentemente um orçamento de 12,3 milhões de euros para adquirir “medicamentos hemoderivados, insumos para bancos de sangue, cateteres e reativos para as máquinas de diálise”.

O presidente Maduro também denunciou que o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, ordenou deter barcos que se dirigiam para a Venezuela com remédios para diálise

 

Com informações do Estadão, El País e Agence France-Presse. Edição Setor Saúde.

VEJA TAMBÉM

Estudo indica contaminação dos cilindros de oxigênio por superbactérias em ambulâncias

Os cilindros de oxigênio de ambulância provavelmente carregam a bactéria resistente a antibiótico Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA, na sigla em inglês). É o que sugere um estudo realizado nos Estados Unidos, apontando para a necessidade de desinfecção regular destes equipamentos médicos. Pesquisadores testaram cilindros de oxigênio transportados em ambulâncias do serviço de socorro médico norte-americano (Emergency Medical
INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

GSK e a Pfizer anunciam joint venture na área produtos “sem prescrição”

As gigantes da indústria farmacêutica GlaxoSmithKline (GSK) e a Pfizer estão unindo suas divisões de produtos “sem prescrição” ou produtos de consumo – conhecidos como Consumer Healthcare -, como analgésicos e vitaminas, com vendas combinadas de cerca de 12,7 bilhões de dólares. A empresa britânica GSK terá 68% da joint venture, que reunirá marcas como Sensodyne, Voltaren

Estados Unidos aprovam novo antibiótico para a diarreia do viajante

A agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos, a Food and Drug Administration (FDA), aprovou o novo antibiótico Aemcolo (do grupo de antibióticos rifamicina, produzida pela Cosmo Technologies), para tratar adultos com diarreia dos viajantes causada por cepas não invasivas da bactéria Escherichia coli (E. coli), e não complicadas por febre ou sangue nas fezes. Este é o primeiro