Mundo, Tecnologia e Inovação | 7 de abril de 2015

Medicamento contra esclerose lateral amiotrófica pode ter sua liberação acelerada

GM604 poderia ser vital para tratar doenças neurodegenerativas
Medicamento contra esclerose lateral amiotrófica pode ter sua liberação acelerada

Um novo medicamento para a esclerose lateral amiotrófica (ELA) tem apresentado resultados promissores em testes, mas ainda aguarda aprovação pela FDA, agência reguladora dos EUA. O GM604 é produzido pela Genervon, empresa de biotecnologia com sede na Califórnia. Foi testada em somente 12 pacientes com ELA, mas demonstrou resultados na melhoria da qualidade e na expectativa de vida.

O laboratório farmacêutico tem por objetivo obter autorização para “avançar” algumas etapas nos processos de análise que precedem a comercialização de um medicamento. São ensaios laboratoriais e clínicos que, além de caros, são demorados. Estes pedidos têm um caráter excepcional e estão contemplados nos regulamentos da FDA.

O portal Motor Neuron Disease Association, publicou artigo assinado pelo seu diretor, Brian Dickie, para explicar mais sobre o medicamento. O GM604 é um pequeno peptídeo (bloco de construção biológica) denominado como “regulador mestre” no desenvolvimento embrionário.

Embora ainda sejam poucas as evidências clínicas, o peptídeo parece ser um importante fator neurotrófico, que tem um papel crucial no desenvolvimento do sistema nervoso. Estudos em laboratórios e em ratos mostram que eles são muito eficazes em manter os neurônios vivos, mas o efeito ainda não foi testado em larga escala em humanos.

A Genervon publicou apenas os resultados do GM604 por nota oficial. Os detalhes não estão disponíveis para análise por parte da comunidade de pesquisa.

Grupos de apoio aos pacientes de ELA têm pressionado o governo americano a autorizar o quanto antes ações que tragam maior rapidez para a aprovação do medicamento. A doença neurodegenerativa é progressiva e destrói as células nervosas que controlam o movimento muscular, enfraquecendo os músculos e, em seguida, gerando paralisia. A ELA afeta todos os músculos esqueléticos, incluindo os utilizados para respiração e deglutição.

Manifestação recente na capital americana, Washington

Manifestação recente na capital americana, Washington. Pedido de rapidez na aprovação do GM604

VEJA TAMBÉM

Verde, amarelo e vermelho: hospital rotula alimentos e aumenta venda de produtos saudáveis

Um recente estudo divulgado no JAMA Network Open (produzido pela Associação Médica Americana), realizado por pesquisadores do Massachusetts General Hospital (MGH), localizado em Boston (EUA), mostrou que inserir rótulos nos produtos alimentares em um refeitório hospitalar pode auxiliar na educação alimentar dos funcionários. Os resultados demonstraram a redução de “calorias compradas” pelos colaboradores e o aumento da venda
SEMINÁRIOS DE GESTÃO

Inovação, Novas Tecnologias e Gestão Disruptiva em Saúde com inscrições abertas

As inscrições para a terceira edição do Seminários de Gestão com o tema Inovação, Novas Tecnologias e Gestão Disruptiva em Saúde, já estão abertas. O evento ocorrerá no dia 2 de agosto, no Hotel Plaza São Rafael (Av. Alberto Bins, 514 – Centro Histórico, Porto Alegre). As inscrições podem ser realizadas através deste link (inscrições realizadas até o dia 24/07, possuem desconto). Para a inscrição
INVESTIMENTOS

Hospital Moinhos de Vento amplia serviços do Centro de Oncologia

A partir de um investimento de R$ 8 milhões, o Hospital Moinhos de Vento poderá atender mais pacientes, em menos tempo e com maior precisão em seu Centro de Oncologia Lydia Wong Ling. A instituição conta agora com um novo acelerador linear TrueBeam, equipamento, utilizado em diversas técnicas de radioterapia e radiocirurgia. Com ele, pacientes