Gestão e Qualidade | 25 de novembro de 2021

Novartis acelera esforços em direção às metas ESG

Objetivo é aumentar o acesso a medicamentos, melhorar a equidade na saúde e atingir emissões de carbono zero
Novartis acelera esforços em direção às metas ESG

A Novartis compartilhou o progresso de suas metas ambientais, sociais e de governança e discutiu temas como os desafios para o acesso a medicamentos, saúde e segurança do paciente, inovação e padrões éticos em evento realizado para investidores na Suíça.

A exemplo disso, alcançou 29 milhões de pacientes no mundo por meio de programas de acesso, e manteve-se na liderança na pesquisa de uma terapia de próxima geração contra a malária. Além disso, pretende chegar à emissão de carbono zero até 2040 e firmar compromisso com instituições de ensino americanas, historicamente negras, para minimizar as disparidades nos resultados de saúde.

“ESG [environmental, social and corporate governance] é fundamental para a estratégia da Novartis e é fundamental para cumprir com o nosso propósito de reimaginar a medicina para melhorar e prolongar a vida das pessoas. Juntamente com nossa cultura inspirada, curiosa e imparcial, acreditamos que os esforços do ESG ajudarão a impulsionar o desempenho geral como empresa e fornecer valor de longo prazo para nossos acionistas”, afirma Vas Narasimhan, CEO da Novartis. “Olhando para o futuro, estamos renovando nosso foco em nossos tópicos de materiais ESG, redobrando nossos esforços para melhorar o acesso a medicamentos e acelerando nossa jornada em direção a um futuro com carbono zero”, informa.

Vas Narasimhan

O acesso a medicamentos ainda é um dos maiores desafios de saúde do mundo e, conforme a recente avaliação de materialidade da Novartis, também é um dos tópicos ESG mais relevantes para a empresa. Seguindo um planejamento estruturado de acesso, a Novartis foi reconhecida pelo Índice de Acesso a Medicamentos (tradução livre da premiação global Access to Medicine Index) repetidamente seus esforços nesta seara, classificando a empresa em segundo lugar no índice 2021 e destacando como única empresa com estratégias de acesso equitativo em países de baixa renda em todo o seu portfólio.

Brasil

Renato Carvalho, presidente da Novartis Brasil, salienta que o Brasil tem contribuído efetivamente para as metas globais da empresa, tanto no comprometimento com o paciente quanto ao impacto de suas atividades no meio ambiente. “No acesso a medicamentos, atuamos fortemente em diversas abordagens para garantir que estejam disponíveis onde são necessários, incluindo preços diferenciados, modelos de negócios inovadores e estratégias de marca em mercados emergentes”, reforça o executivo.

Renato Carvalho

Tornando a inovação acessível e econômica em ambientes de baixa renda

Além disso, a estratégia da Novartis na África Subsaariana está entregando um modelo de negócios sustentável, demonstrando um aumento de 29% nos pacientes atendidos (primeiro semestre de 2021 versus o mesmo período do ano passado) juntamente com um aumento de 22% nas vendas líquidas durante o mesmo período.

Soluções pioneiras de acesso para nossas terapias inovadoras

Para todos os novos medicamentos, a Novartis visa integrar sistematicamente estratégias de acesso para alcançar pacientes em vulnerabilidade social. Em alinhamento com seus princípios de acesso, a empresa pretende expandir o acesso a terapias inovadoras em áreas de grandes necessidades não atendidas. No início de setembro, a Novartis anunciou um acordo com o NHS, sistema público de saúde do Reino Unido, como parte de uma abordagem inédita de gestão da saúde da população para permitir um acesso amplo e rápido ao seu primeiro medicamento para redução do colesterol, composto por uma molécula de RNA.

Colaboração para lidar com disparidades de saúde nos EUA

Em julho, a Novartis e a Novartis US Foundation anunciaram uma colaboração de 10 anos com a Coursera, a National Medical Association, o Thurgood Marshall College Fund, a Morehouse School of Medicine e mais 26 faculdades, universidades e escolas médicas historicamente negras (HBCUs) para criar programas que abordam as origens das disparidades nos serviços de saúde e promovam maior diversidade, equidade e inclusão em todo o ecossistema de pesquisa e desenvolvimento.

O acordo inclui um comprometimento de US$ 20 milhões para ajudar a preparar até 1.200 estudantes negros e afro-americanos para se tornarem a próxima geração de líderes em saúde, ciência, tecnologia e negócios, além de planos para estabelecer três centros de pesquisa habilitados digitalmente, incluindo um centro de excelência de ensaios clínicos para aumentar a diversidade entre os investigadores e participantes de ensaios clínicos.

Paralelamente, a Novartis anunciou um novo compromisso com a diversidade em estudos clínicos com uma nova meta de incorporar os princípios de diversidade e inclusão em 100% dos estudos de Fase 3 com participação dos Estados Unidos. Na próxima fase, a Novartis pretende expandir os esforços para ensaios clínicos no Canadá e no Reino Unido.

Acelerando a transição para emissões líquidas de carbono zero

Segundo comunicado à imprensa: “Como a empresa líder em medicamentos, a Novartis tem plena consciência do impacto das mudanças climáticas na saúde humana e nos padrões de variação das doenças. Assim, a companhia dispõe como objetivo ser líder em sustentabilidade ambiental e um catalisador para transformações positivas.”

A empresa está fazendo um progresso constante em relação à meta global de 2025 de atingir a neutralidade de carbono em suas próprias operações, com uma redução de 28% nas emissões de carbono (Escopo 1 e 2) até o momento, a partir de uma linha de base de 2016. Reforçando ainda mais suas metas ambiciosas de neutralidade total de carbono até 2030, a Novartis está se comprometendo a atingir zero líquido em sua cadeia de valor até 2040.

 



VEJA TAMBÉM

Hospitais Tacchini e Sírio-Libanês iniciam parceria em residências médica e multiprofissional

Os hospitais Tacchini, de Bento Gonçalves (RS), e Sírio-Libanês, de São Paulo (SP), iniciam em novembro a parceria na formação dos 40 preceptores que vão comandar as residência médica e multiprofissional da instituição gaúcha. O primeiro dos cinco encontros programados será presencial e ocorrerá entre os dias 25 e 27 de novembro, no Campus Universitário da
PROADI-SUS

Hospital Moinhos promove ação para diagnóstico de sífilis neste final de semana

Com o propósito de identificar os principais fatores associados ao aumento de casos da sífilis, o Hospital Moinhos de Vento realiza nova ação do Projeto SIM, nos dias 27 e 28 de novembro, na Usina do Gasômetro, em Porto Alegre (RS). A unidade móvel onde serão realizados exames gratuitos para o diagnóstico de sífilis, HIV
cuidado integral

Atletas virtuais do bem: Dasa lança campanha gamificada no Novembro Azul

A gamificação vem se popularizando nas empresas. O setor de Recursos Humanos registrou, em 2020, a maior taxa de crescimento no mercado de gamificação, com aumento de 27,8% (Prescient & Strategic Intelligence, 2020). A Dasa vem utilizando essa estratégia para incentivar, de forma divertida e dinâmica, seus colaboradores quanto ao autocuidado e o cuidado com o próximo. Como parte do programa Dasa Cuida, o Desafio +30 foi lançado para conscientizar os colaboradores sobre a prevenção ao câncer de próstata. Na ação, que