Gestão e Qualidade | 29 de dezembro de 2020

Hospital Moinhos de Vento sobe cinco posições e é o sexto no ranking dos melhores da América Latina

O hospital gaúcho foi considerado o segundo melhor do Brasil pela América Economía Intelligence
Hospital Moinhos de Vento sobe cinco posições e é o sexto no ranking dos melhores da América Latina

O Ranking dos Melhores Hospitais da América Latina, divulgado pela consultoria América Economía Intelligence, no dia 16, considera o Hospital Moinhos de Vento o 6º melhor hospital da América Latina no ano de 2020. Entre as instituições brasileiras, ficou em 2º lugar, atrás apenas do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo. A avaliação é feita a partir de critérios como Segurança e Dignidade do Paciente, Capital Humano, Eficiência, Gestão do Conhecimento e Experiência do Paciente.

Integram  a lista oito hospitais brasileiros (na ordem entre os nacionais, após Einstein, 1º, e Moinhos de Vento, 2º), o Hospital Alemão Oswaldo Cruz (São Paulo) em 3º; Hospital São Vicente de Paulo (Rio de Janeiro), em 4º, Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch – M’ Boi Mirim (São Paulo), em 5º; Hospital Santa Paula (São Paulo), em 6º; Hospital Edmundo Vasconcellos (São Paulo), em 7º; e o Hospital Nove de Julho (São Paulo), em 8º. Confira todos os 63 hospitais que integram o ranking.


Experiência do Paciente

De acordo com o pesquisador e consultor do ranking Fernando Valencia Murcia, o Hospital Moinhos de Vento se destaca graças à melhoria contínua nos indicadores, especialmente de Segurança do Paciente — um dos principais na avaliação. “É importante ressaltar que o monitoramento constante dos índices de infecção aponta quedas consideráveis, o que coloca a instituição numa posição privilegiada entre os 10 primeiros da América Latina. O hospital também apresenta um crescimento significativo no indicador de Experiência do Paciente, que, nos últimos quatro anos, assumiu peso especial para aferir o ranking”, pontua Murcia.

A cada ano, mais de 200 hospitais e clínicas latino-americanos encaminham documentos para avaliação. O Hospital Moinhos de Vento subiu cinco posições no ranking em relação ao ano passado. No Brasil, o resultado também foi o melhor agora, passando da terceira para a segunda colocação.

O superintendente executivo do Hospital Moinhos de Vento, Mohamed Parrini, comemora o resultado num ano desafiador. “É o reconhecimento especial pelo trabalho de médicos, equipe assistencial e todos os nossos colaboradores, que com dedicação, técnica e trabalho humanizado, transformaram a instituição num hospital com reconhecimento internacional. Investimos em áreas estratégicas da instituição dentro do nosso maior propósito, que é cuidar de vidas. Neste ano, nos readequamos ao contexto de pandemia para manter nossos serviços a todos os pacientes com segurança e ainda nos tornamos referência no tratamento de pacientes com a Covid-19, com excelentes índices de recuperação”, avalia Parrini.

Hospital Moinhos de Vento traça planos e estratégias visando forte expansão de serviços em 2021

Ele acrescenta que os planos de expansão em 2020 tiveram continuidade — o que é muito positivo diante do momento de crise. “Entregamos a primeira unidade fora de Porto Alegre, inauguramos o nosso Laboratório de Patologia, criamos a Consultoria Moinhos para compartilhar nossa expertise, fizemos mais de 10 mil atendimentos por telemedicina e iniciamos o atendimento domiciliar. São ações que nos permitem chegar a mais pessoas, promovendo a saúde e a qualidade de vida e que fazem parte da nossa busca pela excelência na gestão, no cuidado centrado no paciente e nos melhores desfechos”, conclui o superintendente.

Hospital Moinhos de Vento inaugura novo prédio do Bloco C com tecnologias e equipamentos de ponta


Com informações Hospital Moinhos de Vento e América Economía Intelligence.



VEJA TAMBÉM