Empregabilidade e Aperfeiçoamento, Estatísticas e Análises | 13 de novembro de 2017

Hospital do Câncer Mãe de Deus promove 6º Encontro de Jornalistas

Avanços, pesquisas, tecnologias e prevenção do câncer foram abordados no evento
Stefani_Jornalismo

O Hospital do Câncer Mãe de Deus (HCMD) realizou a 6ª edição do Encontro de Jornalismo, com a participação de profissionais do Brasil e do exterior. Avanços, pesquisas, tecnologias e prevenção do câncer foram debatidos na sexta-feira, 10 de novembro, em Porto Alegre, com palestras do corpo clínico, oncologistas e demais profissionais do HCMD. O portal de notícias Setor Saúde esteve presente com seus jornalistas.

O oncologista e coordenador do Centro de Prevenção do HCMD, Dr. Fabiano Souza, ministrou a palestra “Prevenção em Câncer”. No evento, o coordenador explicou que existem duas formas de prevenir o câncer: adotar uma vida saudável e exames para detecção da doença de forma precoce. “Uma é adotar um estilo de vida saudável, com uma dieta balanceada, praticar atividade física, tentar evitar o sobrepeso e um bom sono. Sustentando isso ao longo prazo. De cada 10 casos de câncer, metade pode ser evitado tendo um bom estilo de vida”, explicou.

A segunda forma de se prevenir da doença, segundo o oncologista, é a realização de exames e buscar uma detecção precoce. “Por exemplo, no câncer de mama faz a mamografia, no exame de intestino grosso tem a colonoscopia. Novembro é o mês de falar sobre o câncer de próstata, buscando ajudar a realizar o PSA e o exame de  toque retal”, diz.  O médico classifica os métodos como “um estilo de vida e a outra como exames para uma população específica”.

Imuno-Oncologia

Sobre o tratamento do câncer, o Dr. Souza destacou a imuno-oncologia como uma novidade na área. “São medicações que ajudam nosso sistema imunológico a se defender contra o câncer. É a grande novidade dos últimos anos na oncologia.  O tratamento tem obtido grandes resultados em vários tipos de tumor”.

O oncologista e Pesquisador do Hospital Mãe de Deus, Dr. Stephen Stefani, apresentou a palestra “Avanços em Oncologia – bases da oncologia, genética e imunoterapia”. O oncologista emitiu alertas. De acordo com Stefani, o câncer, que hoje é a segunda maior causa de mortes no Brasil (atrás somente de doenças cardiovasculares), ocupará a primeira posição em mortalidade no país em 2030. “Hoje, o câncer mata 8,8 milhões de pessoas por ano no mundo. Este número irá aumentar. No Brasil, uma em cada nove mulheres terá câncer de mama”, enfatizou.

Empoderamento

Para o pesquisador, o “empoderamento do paciente” será o termo mais utilizado na saúde em 2018. “Empoderar o paciente não significa remeter para eles a tomada de decisão completa, mas informá-lo o suficiente para que toda escolha sobre as suas alternativas terapêuticas e estratégias de tratamento sejam escolhidas de maneira coerente”, explica.

Stefani reforçou a importância da imuno-oncologia para o futuro do tratamento do câncer e as possibilidades que ela trará.  “A imuno-oncologia modificou a história, alguns autores chegam a sugerir que a imuno-oncologia para câncer é o equivalente ao que foi a penicilina para as infecções. Ela por si só, não vai curar todo mundo, mas ela abre um leque de opções e alternativas que vai gerar muita pesquisa, mudanças de prognósticos e opções terapêuticas com menos toxicidade”, conta.

O pesquisador salientou que o câncer é altamente letal na América Latina se comparado com outras regiões, e este quadro deve ser compreendido pelos profissionais da área. Stefani explicou que a incidência de câncer na América Latina é similar à Europa e Estados Unidos, por exemplo, porém a taxa de mortalidade é bem maior, ou seja, a região ainda precisa avançar nos resultados e tratamentos.

Pioneirismo em novas tecnologias

O uso de tecnologias no tratamento do câncer foi enfatizado pelo Dr. Matheus Ferla, oncologista do HCMD. Na sua palestra, que abordou a aplicação do Watson for Oncology, da IBM, na prática médica, o oncologista frisou a importância desta tecnologia, que foi utilizada pela primeira vez na América Latina pelo HCMD. “É mais uma ferramenta que a medicina tem para ajudar os pacientes. O Watson é uma ferramenta que reúne uma gama enorme de informação científica. Em torno de 15 milhões de páginas de conhecimento científico é reunida nesta plataforma de tecnologia cognitiva”, explicou. O Sistema de Saúde Mãe de Deus foi a primeira instituição da América do Sul a adotar o revolucionários sistema da IBM.

Ferla também salientou os avanços que vêm ocorrendo na área oncológica. Para o médico, a oncologia caminha para um caminho de tratamentos cada vez mais personalizados. “Hoje em dia, já caminhamos nesse sentido. Já definimos os tratamentos com características muito particulares de cada paciente e de cada doença. Quando falamos em câncer, falamos em centenas de diferentes tipos de doenças, englobadas num único nome. Mas são diferentes doenças, características e tratamentos. Por isso, é importante o tratamento personalizado de cada caso”, analisou.

O oncologista e pesquisador do HCMD, Dr. Carlos Barrios, apresentou a palestra “Pesquisa clínica como ferramenta de acesso e desenvolvimento”. Falando para jornalistas, o pesquisador descontraiu com os presentes, ao contar que os estudantes de medicina apontam causas externas (violência, acidentes de carro etc.) como as maiores causas de morte no país por estarem “contaminados” pelas edições jornalísticas, que não dão a devida ênfase para as grandes causas de mortalidade (doenças cardiovasculares e câncer).

Dr. Carlos Barrios

Dr. Carlos Barrios

 

Barrios destacou que o maior risco de câncer é a idade, e lembrou que a população de idosos aumentará no Brasil – assim com em todo o mundo – , o que demandará cada vez mais preparo para lidar com as doenças crônicas e outras que surgem com a idade. Para isso, o oncologista destacou a importância da pesquisa clínica. De acordo com Barrios, as pesquisas não podem ser pensadas apenas como o desenvolvimento de drogas, enfatizando que o investimento em pesquisas significa desenvolvimento social, conhecimento das características populacionais e dos dados epidemiológicos.

No final da tarde, os jornalistas foram encaminhados ao Hospital do Câncer Mãe de Deus, para conhecer as instalações da instituição. Na visita, os participantes conheceram o aparelho PET/CT, adquirido pela Hospital e que assim como o Watson for Oncology, é uma referência por sua alta tecnologia. Chamado de Discovery IQ, o aparelho é capaz de identificar lesões menores que 4 mm, com 50% menos de exposição à radiação aos pacientes do que os aparelhos convencionais e que reduz pela metade a duração do exame.

Jornalistas de todos o Brasil, inclusive de outros países como o Uruguai

Jornalistas de todos o Brasil, inclusive de outros países como o Uruguai

 

Simpósio de Melanoma

Além do 6º Encontro de Jornalismo, o HCMD também promoveu paralelamente o 2º Simpósio de Melanoma, nos dias 10 e 11 de novembro, no auditório da instituição, focado aos profissionais da saúde. Casos clínicos; novas diretrizes para o estadiamento do melanoma; o tratamento sistêmico atual; dermatoscopia manual, dermatoscopia digital e mapeamento corporal; diagnóstico molecular; lesões melanocíticas de difícil caracterzação; imunoterapia do melanoma metastático; a abordagem atual do linfonodo sentinela; neoadjuvância no melanoma localmente avançado; tratamento da doença metastática para o Sistema Nervoso Central (SNC); a melhor abordagem para o melanoma com metástase em trânsito; tratamento sistêmico do melanoma do gene BRAF mutado; e cirurgia de Mohs em melanoma foram os temas abordados no Simpósio.

VEJA TAMBÉM

Valor em Saúde 360° é a live de encerramento da Jornada Valor em Saúde Brasil 2021

No dia 3 de dezembro acontece o Valor em Saúde 360°, evento de encerramento da Jornada Valor em Saúde Brasil 2021, que contou com 4 rodadas assíncronas, semanalmente, em novembro. O evento, gratuito de ponta a ponta, traz como tema central “Sustentabilidade econômica pela entrega de valor em saúde”, abordado em todos os encontros. Ao vivo e totalmente interativo, o Valor em Saúde 360º acontece das 9h às 17h e trará especialistas

Hospital Moinhos de Vento debate tratamento de doença que causa o maior número de mortes hospitalares evitáveis

A Faculdade de Ciências da Saúde do Hospital Moinhos de Vento promove mais uma edição do Ciclo de Palestras Cardiologia, na próxima quarta-feira (01). O evento, que terá como tema Evidências de Terapias Antitrombóticas, irá abordar a tromboprofilaxia em pacientes com doenças agudas de alto risco hospitalar e que necessitam de período maior de internação. O
Salários de até R$ 4.6 mil, mais benefícios

Concurso Público do IPE Saúde tem inscrições prorrogadas até o dia 1º de dezembro

As inscrições do Concurso Público do IPE Saúde (RS) foram prorrogadas até as 17h do dia 1º de dezembro (horário de Brasília). Com execução da Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (Fundatec), o certame possui 95 vagas em diferentes áreas e estão destinadas para candidatos dos níveis Médio e Superior Completos. Os salários são de até