Gestão e Qualidade | 26 de fevereiro de 2019

Casa de Repouso Elisa Tramontina é pioneira na Serra Gaúcha ao implantar a Pet Terapia entre idosos

A instituição faz parte do Tacchini Sistema de Saúde
Casa de Repouso Elisa Tramontina é pioneira na Serra Gaúcha ao implantar a Pet Terapia entre idosos

Na Casa de Repouso Elisa Tramontina, em Carlos Barbosa, os idosos residentes ganham atenção 24 horas através de uma equipe multiprofissional que atua na Instituição. A Casa de Repouso oferece psicólogas, fisioterapeutas, nutricionistas e enfermeiros, entre outros profissionais. Desde novembro do ano passado, dois cães da raça Labrador se juntaram à equipe da casa. Chamados de Jack e Ronda, a dupla tem ajudado a manter os idosos mais alegres e ativos. A instituição faz parte do Tacchini Sistema de Saúde, do qual fazem parte os hospitais Tacchini (Bento Gonçalves) e São Roque (Carlos Barbosa), além do Plano de Saúde Tacchimed e a rede de farmácias Tacchimed.

A iniciativa partiu da psicóloga Giovana Brugnera, que atua na Casa de Repouso. “Fiquei sabendo do trabalho de pet terapia com as crianças e achei interessante desenvolver essa ação com os nossos residentes. Afinal, a intenção é a mesma, onde o animal age como co-terapeuta e auxilia na reabilitação física e mental do indivíduo”, explica Giovana. Ela lembra que por meio da troca de carinho, da divisão de espaço, do estabelecimento de comunicação, da aceitação e do respeito, este tipo de terapia proporciona benefícios físicos, emocionais e cognitivos.

Autoestima, bem-estar e qualidade de vida

As primeiras visitas já estão acontecendo e os resultados iniciais vão ao encontro do que já era aguardado. “Gradativamente, todos estão mudando seu comportamento, com melhor autoestima, bem-estar e a qualidade de vida. Fisicamente também, pois eles acabam se exercitando ao passear e brincar com os animais”, relata a psicóloga. A pet terapia pode ser utilizada nas sessões de fisioterapia e terapia ocupacional, através de dinâmicas que envolvem o animal na realização de atividades físicas e motoras, gerando descontração e maior interesse dos idosos em participar. Giovana lembra, por exemplo, a confecção de um bolo de aniversário para o cachorro Jack, onde os idosos foram motivados a manusear os alimentos e retomar vivências antigas de culinária, com o apoio do serviço de nutrição.

Pet_Terapia_Tacchini

Com o suporte e apoio total do Centro de Adestramento Canino Vale da Neblina, de Farroupilha, através da adestradora Janaína Ganzer, o projeto é pioneiro na Serra Gaúcha ao envolver pessoas idosas. “O simples fato de acariciar um cachorro produz uma série de estímulos cerebrais e estimula a produção de endorfinas gerando sensação de relaxamento e ajuda a controlar o estresse. Paralelo a isso, contribui com a natureza social das pessoas que estão socialmente isoladas, em virtude de uma doença ou condição. É algo que está se tornando cada vez mais comum a utilização de cães para auxílio na recuperação da saúde, do desenvolvimento educacional, da interação social e dos mais variados casos clínicos”, lembra Janaína.

No sábado, 23, os idosos da Casa de Repouso participaram da 2ª Edição do Piquenique da Estação, promovido pela prefeitura de Carlos Barbosa, onde puderam passear com o Jack, fazendo sucesso com a comunidade, distribuindo balas para as crianças, além disso desfrutaram de um delicioso lanche oferecido pelo serviço de nutrição, contando com frutas, sanduíche, bolo, suco e até milkshake.

O Projeto de Pet Terapia e seus benefícios

As visitas são quinzenais, atendendo todos os perfis de idosos residentes na Casa de Repouso possui. Com os idosos mais debilitados são abordadas questões do isolamento do paciente acamado e quadros depressivos e demenciais, tendo em vista o poder de cura das carícias. Com os idosos mais independentes são trabalhados aspectos físicos e comportamentais nos idosos, por meio de exercícios e atribuição de responsabilidades como passeios, alimentação e higiene do pet. “Algo que é particularmente importante no uso dos cães em terapias para idosos é o sentimento de utilidade e de responsabilidade de quem tem que cuidar de um animal de estimação”, explica a psicóloga Giovana.

Pet_Terapia_Tacchini_1

 

VEJA TAMBÉM

INOVAÇÃO

Pesquisadores do Hospital de Clínicas e UFRGS obtêm patente de próteses de ouvido

Os pesquisadores do Serviço de Otorrinolaringologia, da Engenharia Biomédica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da empresa Promm desenvolveram dois modelos de minipróteses à base de titânio, que permitem a reconstrução parcial ou total das estruturas responsáveis pela transmissão sonora na orelha média (ossículos da

Santa Casa é pioneira no RS em utilizar suporte respiratório extracorpóreo em crianças com sucesso

Durante 10 dias, uma criança de apenas três anos foi submetida ao uso de oxigenação por membrana extracorpórea no Hospital da Criança Santo Antônio da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Graças ao ECMO (Extracorporeal Membrane Oxygenation), o pequeno Davi sobreviveu após uma cirurgia cardíaca complexa e delicada, realizada em janeiro, que resultou na perda da função do seu

Hospital Moinhos apresenta resultados dos Projetos UTI Visitas e Qualidade de Vida Pós-UTI

O Hospital Moinhos de Vento apresentou na sexta-feira (22), em evento realizado em Brasília, os resultados obtidos em dois estudos coordenados pela instituição: UTI Visitas, e Qualidade de Vida Pós-UTI. Ambos integram o projeto de apoio Estratégias para Segurança e Qualificação do Cuidado do Paciente Crítico – Visita Ampliada e Continuidade do Cuidado Pós-Alta Hospitalar, desenvolvido em parceria