Política | 29 de julho de 2015

Saúde discute demandas dos municípios da Região Carbonífera e Costa Doce

Proposta é que Barra do Ribeiro trabalhe em conjunto com o hospital de Guaíba
image

Uma reunião na manhã de terça-feira, 28, deu início à negociação do contrato de prestação de serviços pelo SUS do futuro Hospital Municipal de Guaíba. A direção da Beneficência Portuguesa, que fará a gestão do serviço, apresentou uma análise das demandas da região na área de saúde. Esse levantamento será utilizado para a elaboração da contratualização do futuro hospital, trazendo a relação de serviços que serão ofertados com os respectivos recursos financeiros. A previsão é que o local comece a atender em dezembro deste ano.

O encontro ocorreu no gabinete do prefeito Henrique Tavares, que também esteve acompanhado de outros representantes da administração municipal. Pela Secretaria Estadual da Saúde estiveram presentes o diretor do Departamento de Assistência Hospitalar e Ambulatorial, médico Alexandre Britto, e a coordenadora da 2ª Regional de Saúde, psicóloga Tarsila Crusius.

Segundo informações da prefeitura, as obras do local encontraram-se na reta final, seguindo o cronograma para as últimas adequações às especificações necessárias solicitadas pela vigilância sanitária. No local, funciona atualmente um pronto atendimento que está sendo ampliado para receber o hospital municipal. O projeto é que a unidade conte com UTI, maternidade, salas cirúrgicas e 41 leitos de internação.

O estudo apresentado pela mantenedora traz uma análise da demanda da região na área de saúde e do que o novo serviço terá condições de absorver. Junto a municípios vizinhos, como Eldorado do Sul, Mariana Pimentel, Barra do Ribeiro e outros, a estimativa é que a unidade seja referência para cerca de 400 mil pessoas na Região Carbonífera e Costa Doce. Nas próximas semanas, ficou programada uma nova reunião entre associação, município e Estado para pactuação sobre o contrato a ser firmado de prestação de serviços pelo SUS.
Barra do Ribeiro

Após o encontro em Guaíba, o diretor Britto e a coordenadora Tarsila foram até o município de Barra do Ribeiro, onde estiveram reunidos com o prefeito Luciano Boneberg. Na cidade, distante 30 quilômetros de Guaíba, há o projeto de transformar o pronto atendimento local em uma unidade de saúde que funcione em conjunto com o hospital da cidade vizinha.

O município já possui em andamento uma parceria com a mesma mantenedora que fará a gestão em Guaíba, o que facilitaria os fluxos de um local para o outro. Assim, a estrutura existente em Barra do Ribeiro poderia funcionar como uma unidade complementar, sendo uma nova porta de entrada e oferecendo leitos de retaguarda. Esses leitos seriam utilizados para encaminhamento de pacientes de complexidade intermediária, ou seja, com quadro clínico estável, sem risco iminente de morte, mas ainda sem possibilidade de alta.

VEJA TAMBÉM