Gestão e Qualidade, Tecnologia e Inovação | 20 de junho de 2018

Os passos para os hospitais obterem a certificação HIMMS

Fundador da Pixeon, Iomani Engelmann, abordou os benefícios de tecnologias na gestão de hospitais
Os passos para os hospitais obterem a certificação HIMMS

O executivo e fundador da Pixeon, Iomani Engelmann, apresentou os passos para os hospitais obterem a certificação HIMSS (Health Information and Management Systems Society), na 7ª edição do evento Seminários de Gestão. O evento é promovido pela Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde do RS (FEHOSUL), Sindicato dos Hospitais e Clínicas de Porto Alegre (SINDIHOSPA) e Associação dos Hospitais do Rio Grande do Sul (AHRGS). A atividade ocorreu no Hotel Continental, em Porto Alegre, na sexta-feira (15).

85f7510e-5162-445a-9cae-614feffd1d96 - Copia

Cláudio Allgayer, presidente FEHOSUL e Iomani Engelmann, fundador da Pixeon

 

Esta edição do Seminários de Gestão (a terceira de 2018) teve como tema “Qualidade e Certificação em Saúde”. Mais uma vez sucesso de público, o evento contou com auditório lotado. Esta terceira edição de 2018 teve como patrocinadores o Banrisul e a Pixeon. O portal Setor Saúde é o veículo de comunicação oficial do evento e a Fasaúde é a instituição de Ensino Superior responsável pela emissão dos certificados do evento. A atividade contou aindacom apoio do IAHCS Acreditação e do IQG.

68fb7c1f-5e5c-4a3a-8c8f-e5e216aea19e - Copia

Iomani Engelmann, executivo e fundador da Pixeon

 

O fundador da Pixeon abordou alguns dados da empresa, que surgiu em 2003, em Florianópolis, e atende atualmente mais de 2 mil clientes (um crescimento de 15 vezes nos últimos 5 anos).  São atendidos pela empresa 350 hospitais, 700 laboratórios e 800 Centros de Diagnóstico por Imagem (CDI). “O número que me deixa mais orgulhoso, por ser um dos fundadores, é que atendemos 50 milhões de paciente por ano. Então, 25% da população brasileira tem algum dato clínico estruturado nas nossas ferramentas”, enfatizou. Iomani explicou que a empresa se estrutura em sistemas de gestão 100% integrados para atender mais pacientes, em menos tempo e  gastando menos recursos.

Em seguida, o palestrante falou sobre a HIMMS, organização global, sem fins lucrativos, focada em melhorar a saúde por meio de informações e tecnologia. Esta organização internacional lidera os esforços para otimizar os compromissos de saúde e os resultados de cuidados usando a tecnologia da informação. Os três pilares principais da HIMMS são: ganho de eficiência operacional, qualidade assistencial e segurança do paciente.

646ac75b-b4cf-4d70-9bea-befb03c4e258 - Copia

Iomani Engelmann, executivo e fundador da Pixeon

 

A certificação HIMMS aponta quais são os processos que o hospital precisa atender para alcançar um novo estágio. A classificação vai do estágio 0 (zero), em que não há cenários com tecnologias para assistência, até o estágio 7, considerado o ápice. Atualmente, no Brasil 26 hospitais possuem a certificação nível 6, e três hospitais possuem a certificação no nível 7 (o nível mais sofisticado).

Iomani abordou o case do Hospital Cárdio Pulmonar, que alcançou o estágio 6. Neste nível, os requisitos aumentam, por ser solicitado o cumprimento de todas as etapas anteriores e da documentação médica (modelos), sistemas que sirvam como suporte à decisão clínica completos, incluindo o processo completo de circuito fechado de medicamento.

O executivo explicou que quando um hospital atinge o estágio 6, como foi apresentado no caso do Hospital Cárdio Pulmonar, entram as tecnologias para checagens, como o aplicativo da Pixeon chamado Beira-Leito (ferramenta que permite aos profissionais de saúde fazerem coleta de dados, aferições de sinais vitais, checagem de itens prescritos e outras atividades em smartphones ou tablets). “Quando se fala em apoio à decisão, existe a possibilidade de estar como ativo ou passivo, mas a recomendação é que seja propositivo”, disse Iomani.

Iomani apresentou os resultados do Hospital Cárdio Pulmonar, após a conquista do estágio 6 da certificação HIMMS. Foi registrada a redução de não-conformidades por ausência do registro de sinais vitais e balanço hídrico em 24%; redução do número de incidentes sem dano por erro de medicação ou checagem de 14%; e redução no número médio de eventos adversos (com dano) por erro de medicação em 34%.

Debate

Com mediação do Dr. Sérgio Ruffini – coordenador do projeto QUALIS-RS (incentivo à conquista da acreditação no RS) e avaliador sênior do IAHCS Acreditação -, foi realizado um debate com os primeiros palestrantes do Seminários (Fábio Gastal, Rodrigo Rodrigues, Daniel Pereira e Iomani Engelmann). Com perguntas do público presente, foram debatidos temas como o sistema de gestão da qualidade na saúde privada e pública, modelos de remuneração e tecnologias no auxílio da gestão dos hospitais.

659ad884-b24d-4156-a9e7-e870d98c1d6b - Copia

Sérgio Ruffini, Fábio Gastal, Rodrigo Rodrigues, Iomani Engelmann, Cláudio Allgayer e Daniel Pereira

 

Lançamento do MBA Gestão em Qualidade em Saúde

Após o debate entre os palestrantes, Ruffini apresentou o lançamento do curso de especialização (MBA) “Qualidade em Saúde”, da Faculdade de Tecnologia em Saúde (FASAÚDE/IAHCS), com início em agosto. “Os participantes serão especialistas em gestão de riscos e segurança do paciente”, anunciou Ruffini. “É um curso diferenciado, teremos corpo docente local, mas palestrantes nacionais e internacionais. Além disso, é um curso diferenciado porque oferece uma pesquisa de interesse [a pesquisa foi entregue na pasta dos presentes], para que vocês exponham suas preferências: curso intensivo, extensivo, aulas durante a semana ou no final da semana”, explicou.

O MBA “Qualidade em Saúde” possui 360 horas e abrange temas como: gestão e qualidade em saúde; tecnologias de gerenciamento em qualidade; gerenciamento de riscos; Segurança do Paciente; organização de sistemas de gestão da qualidade; acreditação e certificação em saúde; sistemas internacionais de acreditação; Sistema Brasileiro de Acreditação (SBA/ONA); e ferramentas e metodologias específicas de aferição, mensuração e avaliação de processos de qualidade em saúde. Em breve, a FASAÚDE/IAHCS abrirá as inscrições.

Folder entregue aos partipantes

Folder entregue aos participantes

VEJA TAMBÉM

Diretrizes clínico-assistenciais são apresentadas no 10º Seminário PROADI-SUS

O Hospital Moinhos de Vento promoveu na quarta-feira (10), o 10º Seminário PROADI-SUS, realizado no Anfiteatro Schwester Hilda Sturm do Hospital, em Porto Alegre. Nesta edição, foi apresentado o projeto Desenvolvimento de Diretrizes Clínico-Assistenciais para o SUS. O objetivo dos encontros é compartilhar informações sobre as iniciativas desenvolvidas em parceria com o Ministério da Saúde,

Cardiologista do Tacchini detalha como funciona a ferramenta que diminui o tempo de atendimento de pacientes com infarto

O Hospital Tacchini, de Bento Gonçalves, desenvolveu uma ferramenta para agilizar o atendimento de urgência e emergência prestado ao paciente com diagnóstico de infarto agudo do miocárdio (IAM), tendo como aliada a tecnologia. Chamada de Protocolo da Dor Torácica, a ferramenta, disponível na instituição desde setembro de 2018, foi desenvolvida dentro do próprio hospital, por profissionais
ENTREVISTA

Hospital Ernesto Dornelles torna-se o 5º hospital gaúcho associado a ANAHP

Após a adesão do Hospital Ernesto Dornelles oficializada recentemente, a saúde gaúcha agora conta com cinco hospitais associados a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), entidade representativa dos principais hospitais privados de excelência do país. O Ernesto Dornelles é uma instituição privada, inaugurada em 1962. Conta atualmente com 312 leitos e 33 especialidades médicas. O Portal Setor Saúde conversou com