Gestão e Qualidade, Mundo | 10 de março de 2020

Os 50 melhores hospitais do mundo

Hospital Israelita Albert Einstein é o único brasileiro a figurar na lista internacional
Os 50 melhores hospitais do mundo

A revista Newsweek (EUA), em parceria com a empresa de pesquisa de mercado Statista Inc., divulgou os 50 melhores hospitais do mundo (edição 2020). Segundo Nancy Cooper, editora global da revista, as enquetes foram respondidas por médicos, profissionais de saúde e administradores em quatro continentes. São avaliados ainda indicadores médicos e hospitalares (indicador-chave de desempenho/Key Performance Indicator/KPI). Acesse a metodologia aqui.

O único hospital brasileiro na lista dos 50 melhores é o Hospital Israelita Albert Einstein (38º).

A publicação mantem um conselho de especialistas que tem a tarefa de fornecer garantia de qualidade, validando as classificações preliminares dos hospitais, bem como fornecendo informações sobre possíveis melhorias e expansões da metodologia atual. Segundo a revista, o Conselho tem a tarefa de sugerir novas fontes de dados e melhorias nos algoritmos de pontuação, bem como a opinião do especialista sobre os melhores hospitais em áreas médicas específicas. O board é formado pelo professor da Harvard (EUA), David Bates; pelo presidente e CEO do Sistema de Saúde Virginia Mason de Seattle (EUA), Dr. Gary Kaplan; pelo médico de medicina interna, executivo de assistência médica e pesquisador do Sheba Medical Center (Israel), e por Christoph A. Meier (Hospital Universitário de Basileia, Suíça); Gregory Katz (Faculdade de Medicina da Universidade de Paris, França) e Jens Deerberg-Wittram (grupo de clínicas RoMed, Alemanha).

A revista também lista os melhores hospitais em 20 países (e uma cidade-estado): Estados Unidos, Canadá, Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Espanha, Suíça, Holanda, Suécia, Dinamarca, Noruega, Finlândia, Israel , Coréia do Sul, Japão, Cingapura, Índia, Tailândia, Austrália e Brasil. Leia a matéria dos melhores hospitais brasileiros feita pela Newsweek.

Confira informações TOP 10

1º Mayo Clinic (EUA)

Mayo Clinic, com sede principal em Minnesota (EUA), oferece aos pacientes assistência médica abrangente há mais de 150 anos. Possui 19 hospitais em cinco estados americanos atendendo mais de 1,3 milhão de pessoas anualmente. Segundo a Newsweek, possui um grupo educacional inigualável, incluindo a Escola de Medicina Mayo Clinic Alix e mais de 50 centros de pesquisa, que o diferencia, fornecendo inovação vital para toda a comunidade médica e da saúde (mais de 7.200 publicações revisadas até o momento). Isso, juntamente com um excelente apoio ao paciente, dão o primeiro lugar a Mayo Clinic.

Como a Mayo Clinic está revendo seu negócio de sucesso

2º Cleveland Clinic (EUA)

A Cleveland Clinic – que realizou o primeiro transplante de rosto completo no mundo – está entre os maiores provedores de saúde do mundo, com mais de 7,6 milhões de visitas de pacientes, em 2017, em hospitais nos EUA, Canadá e Emirados Árabes Unidos (uma nova sede em Londres está prevista para ser inaugurada em 2021). Seu programa de Cirurgia Cardíaca, no Miller Family Heart & Vascular Institute, é classificado como o melhor da América todos os anos, desde 1995, e foi o primeiro grande centro médico a se organizar com institutos de centros de pacientes para combinar serviços clínicos em torno de uma única doença ou sistema de órgãos. Também, por 10 anos, hospedou a Patient Experience: Empathy & Innovation Summit, a maior conferência mundial para a integração da qualidade da experiência do paciente com a esfera médica digital.

Cleveland Clinic

3º Massachusetts General Hospital (EUA)

Localizado em Boston, o Massachusetts General Hospital (MGH), terceiro hospital mais antigo dos Estados Unidos, é também o hospital de ensino da Harvard Medical School, conceituada escola de medicina do país, com praticamente todos os seus médicos atuando como professores na Faculdade Harvard de Medicina. Com um orçamento anual de pesquisa de mais de 912 milhões de dólares, também possui o maior programa de pesquisa hospitalar; mais de 1.200 ensaios clínicos são conduzidos na instituição em qualquer momento, e em 2016-17 o MGH encabeçou a lista do Nature Index, publicando mais artigos em periódicos de “alto impacto” do que qualquer outro hospital na América. Os projetos atuais incluem o combate à denominada epidemia de opiáceos e o estudo do impacto do status social e econômico na saúde.

Mass_General_Hospital

4º Toronto General Hospital (Canadá)

Toronto General Hospital (TGH), um dos nove locais que compõem a Rede de Saúde Universitária do Canadá, é também a maior e mais bem financiada organização de pesquisa do país e o maior centro de transplantes da América do Norte. Como hospital de ensino da Universidade de Toronto, lidera pesquisas e inovações em transplantes, realizando muitos procedimentos inéditos, como um transplante triplo de órgãos (duplo-pulmão, fígado e pâncreas), em 2015. A TGH abriga o Peter Munk Cardiac Center (nomeado pelo fundador da Barrick Gold, que doou mais de 175 milhões de dólares), considerado referência mundial em cirurgia de coração aberto e saúde cardiovascular.

Toronto General Hospital

5º Charité – Universitätsmedizin Berlin (Alemanha)

O Charité – Universitätsmedizin Berlin é o hospital universitário tanto da Universidade Humboldt como da Universidade Livre de Berlim. O Charité tem 13.700 funcionários. Forneceu mais da metade dos ganhadores do Nobel de medicina ou fisiologia provenientes da Alemanha. Trabalha em mais de mil projetos dedicados à pesquisa orientada ao paciente por meio da interdisciplinaridade. Como hospital, o Charité – que comemorou 300 anos em 2010 – está na vanguarda da inovação biomédica, com laboratórios de startups biotecnológicos, funções consultivas e iniciativas de negócios focadas na convergência de tecnologia e medicina.

Charité

6º The Johns Hopkins Hospital (EUA)

Johns Hopkins Hospital, instituição sediada em Baltimore – fundada no final do século 19 pelo banqueiro, filantropo e abolicionista que dá o nome ao hospital – abriga a Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins, a segunda escola médica mais bem avaliada dos Estados Unidos (depois da Harvard Medical School), oferecendo entre as pesquisas clínicas mais avançadas do mundo. O sistema de saúde do hospital – incluindo seis hospitais acadêmicos e comerciais, quatro centros de saúde e cirurgia e mais de 40 locais de atendimento ao paciente – recebe até 3 milhões de pacientes por ano. É referência em neurocirurgia e psiquiatria infantil.

Johns Hopkins Hospital

7º Universitats Spital Zurich (Suíça)

A cada ano, atende cerca de 42.000 pacientes, entregando 500.000 consultas ambulatoriais em 43 departamentos e institutos. Com 980 leitos hospitalares, o UHZ está localizado em Zurique e é um dos maiores hospitais da Suíça. Mais de 8.200 funcionários de 90 países trabalham no Hospital. São 1.500 médicos, 2.600 profissionais de enfermagem e 900 colaboradores com outras formações. A instituição tem ainda cerca de 2.000 funcionários em áreas não médicas e de suporte, como finanças, TI, gerenciamento de instalações e catering. Segundo informações do site institucional, “a filosofia do hospital é combinar cuidadosa e eficientemente a experiência, os processos de trabalho e a tecnologia, garantindo assim a minimização dos riscos e a obtenção de resultados ainda melhores para o paciente.”

Universitatspital Zurich

8º Singapore General Hospital (Cingapura)

O hospital mais antigo de Cingapura, fundado em 1821, cresceu de um cantão de tropas imperiais britânicas perto das margens do Rio Cingapura para o maior sistema de saúde do país, atendendo mais de 1 milhão de pacientes anualmente. Como um hospital de referência terciário com centros auxiliares especializados no campus, o SGH (sigla do hospital, em inglês) oferece atendimento acessível aos pacientes, conduz pesquisas clínicas voltadas para o paciente e fornece cursos de graduação e de pós-graduação em treinamento educacional para estudantes e profissionais da área médica. Foi o primeiro hospital na Ásia a alcançar a designação Magnet em 2010 de excelência em enfermagem, concedida pelo American Nurses Credentialing Center.

singapore general hospital

9º Sheba Medical Center (Israel)

O Sheba Medical Center (Centro Médico Chaim Sheba), de Israel, é considerado um dos líderes em ciência médica e inovação biotecnológica, tanto no Oriente Médio quanto no mundo. As colaborações do centro com partes internacionais avançaram em práticas médicas inovadoras, sistemas hospitalares e biotecnologia. O hospital, afiliado à Universidade de Tel Aviv, inclui centros para quase todas as divisões e especialidades médicas e atende mais de 1 milhão de pacientes por ano. Mais de 25% de toda a pesquisa clínica médica israelense ocorre em suas instalações de última geração e, como um hospital, trabalha com quase todos os institutos médicos israelenses para educar os estudantes e promover o futuro da profissão médica.

Sheba Medical Center at Tel HaShomer

10º Karolinska University Hospital (Suécia)

Com 15.800 funcionários, o Hospital Universitário Karolinska é um dos maiores hospitais universitários da Europa. Está situado nas comunas de Solna e Huddinge, na proximidade da cidade de Estocolmo. O Hospital faz parte do Instituto Karolinska, um dos centros de pesquisa médica mais reconhecidos da Europa. Muitos dos pesquisadores e professores do Instituto são responsáveis por indicar os ganhadores do Prêmio Nobel de Medicina. Os cuidados prestados no Karolinska são organizados com base em áreas temáticas médicas e especialidades. Segundo a instituição, “o cuidado temático coloca as necessidades médicas coletivas do paciente em um foco ainda maior. O cuidado deve criar valor para o paciente, em estreita colaboração com os próprios pacientes. ” A partir de janeiro de 2020, Karolinska introduziu um novo modelo de negócios com o objetivo de melhorar, simplificar e reduzir as ambiguidades na organização com o intuito de fomentar o seu desenvolvimento.

karolinska_hospital

11º ao 50º

11º Aarhus University Hospital (Dinamarca)

12º Hospital Pitié-Salpêtrièr (França)

13º CHUV Centre Hospitar Universitaire Vaudois (Suíça)

14º Universitätsklinikum Heidelberg (Holanda)

15º University of Michigan Hospitals – Michigan Medicine

16º St. Luke’s International Hospital (Japão)

17º Brigham And Women’s Hospital (EUA)

18º The University of Tokyo Hospital (Japão)

19º Rigshospitalet københavn (Suécia)

20º UMC Utrecht (Holanda)

21º Hospital Clinic de Barcelona (Espanha)

22º UCSF Medical Center (EUA)

23º Les Hôpitaux Universitaires de Genève HUG (Suíça)

24º Sunnybrook Health Sciences Centre (Canadá)

25º Helsinki University Hospital (Finlândia)

26º Oslo Universitetssykehus (Noruega)

27º Universitätsklinikums Hamburg-Eppendorf (Alemanha)

28º Royal Melbourne Hospital-Parkville (Austrália)

29º Mount Sinai Hospital (EUA)

30º Klinikum der Universität München (Alemanha)

31º  National University Hospital (Cingapura)

32º Groupe Hospitalier Pellegrin (França)

33º St Thomas ‘Hospital (Inglaterra)

34º Tel Aviv Sourasky Medical Center (Israel)

35º Sanford Health Care – Sanford Hospital (EUA)

36º The Alfred (Austrália)

37º Asan Medical Center (Coreia do Sul)

38º Hospital Israelita Albert Einstein (Brasil)

39º New York-Presbyterian Hospital-Columbia and Cornell (EUA)

40º Academisch Medisch Centrum (Holanda)

41º Hospital Universitario La Paz (Colômbia)

42º Sansumg Medical Center (Coreia do Sul)

43º Medizinischen Hochschule Hannover (Alemanha)

44º University College Hospital (Inglaterra)

45º Kyoto University Hospital (Japão)

46º  Hospital of the University of Pennsylvania-Penn Presbyterian (EUA)

47º  Grande Ospedale Metropolitano Niguarda (Itália)

48º Akademiska sjukhuset (Suécia)

49º Clinica Universidad de Navarra (Espanha)

50º Ronald Reagan UCLA Medical Center (EUA)

Saiba mais em www.newsweek.com/best-hospitals-2020

Melhores_Hospitais-Mundo

 

 

 

 

 

 

VEJA TAMBÉM