Gestão e Qualidade | 25 de agosto de 2017

Mantenedora do Hospital Mãe de Deus administrará novo hospital em Porto Alegre

Hospital Santa Ana no bairro Teresópolis terá 208 leitos destinados ao SUS e gerará 600 empregos diretos
hospital_sus

Porto Alegre terá um novo hospital. Com 208 leitos – 100% SUS -, o Hospital Santa Ana será instalado em área ociosa do Hospital Espírita, no bairro Teresópolis. A administração caberá à Associação Educadora São Carlos (AESC), a mesma que gerencia o Hospital Mãe de Deus, líder de mercado reconhecido nacionalmente. O Hospital Santa Ana tem prevista a geração de cerca de 600 empregos diretos na área assistencial, além da aplicação de recursos da ordem de R$ 40 milhões na adequação das áreas físicas e aquisição de equipamentos.

Administrado pela AESC, a unidade fará parte do núcleo de saúde pública da AESC, que integra ainda os hospitais localizados no litoral – em Torres, o Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, e em Capão da Canoa, o Hospital Santa Luzia – e o serviço de saúde mental em Porto Alegre, este último em parceria com a Prefeitura.

O secretário municipal da saúde, Erno Harzheim, afirmou que a nova instituição nasce com a finalidade de ajudar no fluxo de pacientes SUS da cidade e servirá de retaguarda para os hospitais de maior complexidade como a Santa Casa e o Clínicas, permitindo a diminuição de filas e o melhor atendimento à população.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a nova unidade de saúde da Capital contará com 30 leitos de saúde mental, 75 de longa permanência (para pacientes com internações superiores a 30 dias),  20 leitos de UTI, bem como 16 leitos clínicos, 59 leitos de retaguarda (que visam desafogar as emergências do SUS) e 8 de isolamento. Haverá também um Centro de Recuperação Auditiva e Intelectual, além de equipe do programa Melhor em Casa (que realiza o acompanhamento de pacientes em domicílio após alta). A AESC ficará responsável pela administração e reforma do espaço, para que a nova instituição e o Hospital Espírita (especializado em psiquiatria) funcionem de forma independente.

A previsão é que em 90 dias o Santa Ana comece a operar parcialmente, e na metade de 2018 o hospital deverá funcionar na sua totalidade. Os custos mensais estimados de 4 milhões de reais para a operação serão divididos entre a AESC e a prefeitura – via Fundo Nacional de Saúde, do governo federal.

“Grande parte dos R$ 2 milhões de responsabilidade da prefeitura vem de recursos do Fundo Nacional de Saúde, do governo federal, e uma parte menor do tesouro municipal. Também vamos produzir economia em áreas como exames de imagem, já que o Santa Ana contará com centro de diagnóstico por imagem para atender a toda a cidade” destacou o secretário Erno.

O protocolo de intenções entre Associação Educadora São Carlos e Prefeitura será formalizado na próxima segunda-feira, às 9h30, no Hospital Espírita de Porto Alegre.

O Sistema de Saúde Mãe de Deus, hoje integrado pelo hospital Mãe de Deus, Hospital do Câncer Mãe de Deus e por mais 2 unidades hospitalares no litoral norte, em Torres e Capão da Canoa, já  investiu pesadamente, há alguns anos,no atendimento a pacientes do SUS, com operações também em Campo Bom, Taquara, Santo Antônio da Patrulha e em Canoas no Hospital Universitário (ex-ULBRA) e no Pronto Socorro Nelson Marchezan, todas hoje com novos controladores. Integram igualmente a rede Mãe de Deus o denominado Hospital Giovani Battista, no Mãe de Deus Center, e o Centro Clínico anexo ao hospital Mãe de Deus, no bairro Menino Deus.

 

Foto: Cristine Rochol/PMPA

VEJA TAMBÉM

Diretrizes clínico-assistenciais são apresentadas no 10º Seminário PROADI-SUS

O Hospital Moinhos de Vento promoveu na quarta-feira (10), o 10º Seminário PROADI-SUS, realizado no Anfiteatro Schwester Hilda Sturm do Hospital, em Porto Alegre. Nesta edição, foi apresentado o projeto Desenvolvimento de Diretrizes Clínico-Assistenciais para o SUS. O objetivo dos encontros é compartilhar informações sobre as iniciativas desenvolvidas em parceria com o Ministério da Saúde,
ENTREVISTA

Hospital Ernesto Dornelles torna-se o 5º hospital gaúcho associado a ANAHP

Após a adesão do Hospital Ernesto Dornelles oficializada recentemente, a saúde gaúcha agora conta com cinco hospitais associados a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), entidade representativa dos principais hospitais privados de excelência do país. O Ernesto Dornelles é uma instituição privada, inaugurada em 1962. Conta atualmente com 312 leitos e 33 especialidades médicas. O Portal Setor Saúde conversou com

Hospital Moinhos de Vento promove em Brasília 2° Encontro Internacional do Projeto Paciente Seguro

A segunda edição do Encontro Internacional do Paciente Seguro, realizada na terça-feira (9), em Brasília, reuniu profissionais de saúde de todas as regiões do país para compartilhar experiências e conhecimento sobre segurança do paciente e qualificação do SUS. Realizado pela equipe do Projeto Paciente Seguro, com a coordenação do Hospital Moinhos de Vento, em parceria