Estatísticas e Análises | 26 de novembro de 2020

Com aumento de casos de Covid-19, hospitais de Porto Alegre reativam leitos e restringem atendimentos

Oito hospitais da capital apresentam mais de 90% de ocupação dos leitos de UTI 
Com aumento de casos de Covid-19, hospitais de Porto Alegre reativam leitos e restringem atendimentos

O final do mês de novembro está sendo marcado pelo aumento do número de casos e, consequentemente, de internações por Covid-19 no Rio Grande do Sul. O estado apresentou, na quarta-feira (25), o maior número de internações de pacientes com coronavírus desde o início da pandemia: 1.147 internações confirmadas de Covid-19 em leitos clínicos e 759 confirmadas de Covid-19 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

A Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul (SES/RS) confirmou 4.645 novos casos e 66 mortes no dia 25. Na quinta-feira (26), foram 2.491 novos casos e 47 óbitos. O RS contabiliza 308.647 casos confirmados de Covid-19, com 284.992 (92% dos casos) recuperados e 6.686 óbitos (2,1% dos casos).

Hospitalizacoes

Porto Alegre: 51 leitos reativados

A capital Porto Alegre também observa aumento no número de casos. Nesta quinta-feira (26), a cidade registra 262 internações em UTIs por Covid-19 nos seus hospitais. Oito instituições estão com mais de 90% de ocupação de leitos de UTI. Em virtude do aumento de casos, 51 leitos – entre clínicos (enfermaria) e de UTI – foram reativados nos últimos dias.

O gráfico do site da Prefeitura Municipal de Porto Alegre indica que o número de internações passou a diminuir lentamente a partir de setembro, mas se mantendo alto. Nos últimos dias, os números de internações em UTIs da cidade sempre estiveram acima de 232, com pico no dia 26 (quinta-feira), com 262 hospitalizados:

26/11: 262 internados

25/11: 248

24/11: 251

23/11: 243

22/11: 244

21/11: 233

20/11: 232

19/11: 245

ocupacao_leitos_covid_poa

Com o aumento de internações, alguns hospitais passaram a restringir atendimentos e procedimentos internos. Confira a situação de alguns dos hospitais de Porto Alegre consultados pelo portal Setor Saúde: 

Reabertura de leitos no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA)

O Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) reabriu, nesta quarta-feira (25), um conjunto de oito leitos críticos para atender pacientes com Covid-19. Com isso, o hospital passou a funcionar com 66 leitos no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) dedicado ao coronavírus e mais quatro na Emergência Covid.

A instituição ressalta que a medida está alinhada com a Secretaria Municipal da Saúde e, com isso, o HCPA continua realizando avaliações permanentes de fluxos e cenários, para atender a população em casos de Covid-19 e casos não Covid. O hospital alerta para que os cuidados com o distanciamento social, uso de máscara e higiene de mãos sejam mantidos por toda população, pois são medidas fundamentais para evitar a propagação do coronavírus.

Restrições no Hospital Mãe de Deus (HMD)

O Hospital Mãe de Deus (HMD), a partir das 15h desta quarta-feira (25), passou a restringir o atendimento na Emergência e no Espaço Azul (exclusivo para pacientes com sintomas gripais). De acordo com a instituição, a iniciativa é necessária para que se mantenha a qualidade e segurança a todos os pacientes, devido ao aumento do número de internados.

As exceções que permanecem sendo atendidas na Emergência e no Espaço Azul:

Pacientes com alta hospitalar do HMD em um intervalo de sete dias;

Pacientes oncológicos em tratamento no Centro Integrado de Oncologia do HMD;

Pacientes que estão em realização de hemodiálise no HMD;

Pacientes que apresentam risco de vida e necessitam atendimento prioritário.

O Mãe de Deus ressalta que os demais serviços do Hospital seguem em atendimento normal, para que pacientes em tratamento possam seguir os cuidados com sua saúde.

A medida segue vigente até o dia 30 de novembro (próxima segunda-feira), e será reavaliada pela instituição com base no quadro de internação do Hospital e de outros dados que possam impactar a segurança no atendimento.

Na sexta-feira (27), o HMD anunciou um comunicado restringindo visitas em todos os setores. As recomendações por área são as seguintes:

CTI Neonatal: Não é permitido visitas no CTI Neonatal. É permitido somente a entrada dos pais em horários alternados. É obrigatória a triagem de sintomas respiratórios dos pais na entrada do CTIN;
Maternidade: Liberada a entrada de apenas um acompanhante. Está suspensa a visita de casais gestantes, com partos agendados ou não;

Centro Obstétrico: liberada apenas um acompanhante. Sala de observação: sem acompanhantes (espaço reservado na sala de espera). Não é permitida a visita no vidro. Não está permitida a entrada de doula;

CTI adulto: liberado um único visitante por dia no período de uma hora e apenas um acompanhante e/ou cuidador se houver necessidade conforme critérios pré-definidos;

Unidades de Internação: liberado um único visitante por dia no período de uma hora e apenas um acompanhante e/ou cuidador se houver necessidade conforme critérios pré-definidos;

Serviços Cirúrgicos: liberado apenas um acompanhante;

Emergência: liberado um único visitante por dia no período de uma hora e apenas um acompanhante e/ou cuidador se houver necessidade conforme critérios pré-definidos;

Sala de recuperação e serviços ambulatoriais (CDI): visitas suspensas, exceto para aqueles acompanhantes previsto em lei;

Serviços de Oncologia Clínica e Radioterapia: liberada a entrada de apenas 1 (um) acompanhante.

As crianças menores de 14 anos e as pessoas sintomáticas não terão entrada permitida.

Nas áreas Covid-19 vide política específica de visitas. Exceções: Em situações de final de vida, a coordenação da área deverá ser acionada para liberação de mais visitantes.

          Atualizado em 27/11 (às 20h03)

100% do leitos UTI ocupados no Hospital Moinhos de Vento

Com 100% dos leitos de UTI ocupados, o Hospital Moinhos de Vento restringiu atendimentos desde o dia 13 de novembro.

Na sexta-feira (27), o Hospital Moinhos divulgou nota informando que sua Emergência permanece com restrição de atendimento para pacientes com suspeita, especificamente, de COVID-19, com sintomas leves ou quadro de menor gravidade. A medida será mantida por mais 72 horas, até a próxima segunda-feira, 30 de novembro.

A Emergência seguirá atendendo pacientes graves e pessoas sem suspeita de coronavírus. Essa medida se dá em caráter de exceção, para que possamos priorizar os pacientes mais graves, mantendo a excelência de nosso atendimento, assinam em nota o superintendente-médico do Hospital Moinhos de Vento, Luiz Antonio Nasi, e o chefe do Serviço de Infectologia, Alexandre Zavascki.

Atualizado em 27/11 (às 12h50)

Avalições contínuas na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

Na tarde desta quinta-feira (26), a Santa Casa de Porto Alegre registrava 90% de ocupação dos leitos da sua UTI para pacientes com Covid-19, motivo pelo qual a instituição tem avaliado continuamente a necessidade de adotar outras medidas para o combate da pandemia. Entretanto, a instituição não restringiu atendimentos até o momento.

 



VEJA TAMBÉM

Atazanavir, Sofosbuvir e Daclatasvir

Tacchini participa de pesquisa com antivirais para combater a Covid-19

O Instituto Tacchini de Pesquisa em Saúde (ITPS) está participando de mais um braço de estudos do Coalizão Covid Brasil. Conduzido pelos hospitais que integram o Programa de Apoio ao Desenvolvimento do SUS (PROADI-SUS), o Coalizão IX, batizado de Revolution, tem como objetivo estudar a eficácia e segurança de antivirais já utilizados no combate a outras doenças,

Ferramenta que analisa exames de imagens irá ampliar a participação de pacientes da Santa Casa em pesquisas clínicas  

Para ampliar a elegibilidade e a participação dos seus pacientes em pesquisas clínicas, a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre incorporou a ferramenta Medexprim, líder europeu especializado na extração de conjuntos de dados complexos. Agora, qualquer paciente que realizar seus exames de imagem na instituição (como ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, entre outros) poderá
pesquisa

Pesquisa sobre controle de pressão arterial recruta pacientes com AVC isquêmico

O Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), em parceria com o Hospital Albert Einstein (SP), realiza estudo sobre o controle de pressão arterial em pacientes que tiveram Acidente Vascular Cerebral (AVC) isquêmico. Podem participar pessoas com 18 anos ou mais, com pressão alta e diagnóstico de AVC Isquêmico. Interessados podem entrar em contato pelo telefone: (51)