Tecnologia e Inovação | 19 de fevereiro de 2013

Brasil pesquisa desenvolvimento da vacina da dengue

Grupo de instituições nacionais firmou parceria com universidade americana
Brasil pesquisa desenvolvimento da vacina da dengue

A vacina contra a dengue pode ser desenvolvida no Brasil. Pelo menos esta é a intenção de um grupo de médicos pesquisadores vinculados ao hospital Sírio-Libanês, Universidade de São Paulo (USP), Instituto Butantã e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). As instituições firmaram uma parceria com a Universidade de Miami, dos Estados Unidos, para a produção da vacina. O grupo de 35 especialistas pretende usar recursos tecnológicos semelhantes aos estudados para a vacina contra a aids. Eles revelaram que estão pesquisando a célula do sistema imunológico, a T CD8, encarregada de eliminar o vírus do organismo. Por enquanto não há projeções de quando os testes podem começar a ser realizados em animais ou pessoas.

Outra iniciativa envolvendo a Fiocruz tenta descobrir a fórmula de imunização contra a bactéria Wolbachia que contamina o mosquito transmissor da dengue. O estudo é feito em conjunto com um grupo de pesquisadores australianos. De acordo com a Fiocruz, os testes contra a bactéria estão previstos para acontecer no Rio de Janeiro, em 2014.

Na Tailândia os testes da vacina contra a dengue já são realizados em crianças. A iniciativa é do laboratório francês Sanofi Pasteur, que escolheu o país devido ao alto índice de contaminação na região. A vacina teve taxa de imunização entre 60% e 90% contra os vírus tipo 1, 3 e 4 da dengue, sendo considerada eficaz. Já para o tipo 2 o resultado foi insuficiente. O laboratório pretende realizar testes na América Latina, onde já tem mais de 30 mil candidatos. O objetivo é que o estudo esteja concluído até 2014. Atualmente, não há medicamentos ou vacinas contra o vírus da dengue.

VEJA TAMBÉM