Gestão e Qualidade | 7 de abril de 2015

IV Encontro Internacional de Neonatologia e o II Simpósio Interdisciplinar de Atenção ao Prematuro

HCPA promove atividades com cinco especialistas internacionais
IV Encontro Internacional de Neonatologia e o II Simpósio Interdisciplinar de Atenção ao Prematuro

O Serviço de Neonatologia e Ambulatório de Seguimento de Prematuros do Hospital de Clínicas de Porto Alegre promove, entre os dias 9 e 11 de abril, o IV Encontro Internacional de Neonatologia e o II Simpósio Interdisciplinar de Atenção ao Prematuro. Para abordar o tema, cinco especialistas internacionais participarão dos eventos, que ocorrem no Centro de Eventos Plaza São Rafael.

A sobrevivência de bebês prematuros – nascidos com menos de 37 semanas de gestação – é cada vez maior, graças aos avanços da Medicina. Mesmo com boas chances de levar uma vida normal, o recém-nascido necessita de acompanhamento adequado, inclusive após a alta.

A chefe da Unidade de Ambulatório de Neonatologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), Rita de Cássia Silveira, explica que “o intuito do encontro é dar condições para que as equipes de saúde façam o melhor acompanhamento dos prematuros e passem segurança para os familiares, pois as sequelas da prematuridade podem ser muitas. São necessários estímulos e intervenções para minimizá-las. Quanto menor a idade gestacional, maior o risco de atraso no neurodesenvolvimento e de problemas no crescimento”.

Para abordar esses aspectos do nascimento e acompanhamento dos bebês prematuros e gravemente doentes, o HCPA convidou cinco palestrantes especialistas, que vêm pela primeira vez ao Brasil. Os especialistas vão tratar desde assuntos como nutrição até neurodesenvolvimento.

Linda J. Van Marter (Boston/EUA) é professora em Harvard e alcançou reconhecimento internacional por seu trabalho sobre a epidemiologia de duas importantes alterações cardiorrespiratórias neonatais: a displasia broncopulmonar e a hipertensão pulmonar no recém-nascido. Seu grupo de pesquisa foi o primeiro a descrever a associação entre diabetes ou o consumo de medicamentos anti-inflamatórios não-esteroides pela gestante e a ocorrência de hipertensão pulmonar no recém-nascido.

Nicholas Embleton (Newcastle/UK) estuda a influência da nutrição nos prematuros e no seu desenvolvimento durante a infância. Também é responsável por uma das maiores coortes de pretermo.

A. Myriam Peralta-Carcelen (Alabama/EUA) é especialista em neurodesenvolvimento, pediatria geral e autismo.

Krisa Van Meurs (Palo Alto/EUA) é especialista em insuficiência respiratória neonatal, hipertensão pulmonar no recém-nascido e síndrome do desconforto respiratório.

Haresh Kirpalani (Filadélfia/EUA) tem estudos sobre transfusões de sangue, formas de ventilação e lesão pulmonar neonatal, além de ter desenvolvido protocolos inovadores de avaliação de qualidade assistencial na UTI.

VEJA TAMBÉM

Hospital de campanha junto ao Hospital Dom João Becker completa um mês de funcionamento em Gravataí

O hospital de campanha montado junto ao Hospital Dom João Becker  completa seu primeiro mês de funcionamento na sexta-feira (10). O local de aproximadamente 400 metros quatros é referência para todos os pacientes com sintomas gripais e respiratórios no município de Gravataí, na Grande Porto Alegre. Segundo a instituição hospitalar, mais de 1,5 mil pessoas já foram atendidas e cerca de 80 foram internadas. A estrutura temporária conta com central de triagem, quatro consultórios, sala de medicação,

Jorge Bajerski fala sobre ensinamentos e o papel do Hospital de Clínicas de Porto Alegre na pandemia

O  Hospital de Cínicas de Porto Alegre (HCPA) é uma das instituições de referência para tratamento da Covid-19 no Rio Grande do Sul. Para abordar como a instituição está agindo para enfrentar o coronavírus, a Faculdade de Tecnologia em Saúde (Fasaúde/IAHCS) promoveu a Live O Hospital de Clínicas de Porto Alegre e a Covid-19, com

Santa Casa de Porto Alegre lança primeira ferramenta do mundo que detecta prescrições fora do padrão

A Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, por meio de seu Centro de Inovação, em parceria com a NoHarm.ai, desenvolveu dois algoritmos de automação para triagem farmacêutica. As duas inteligências trabalham em conjunto. Enquanto a primeira prioriza as prescrições mais críticas, a segundo indica potenciais erros da prescrição, levando em consideração os resultados dos exames do paciente, o