Gestão e Qualidade | 25 de março de 2019

Hospital Moinhos apresenta resultados dos Projetos UTI Visitas e Qualidade de Vida Pós-UTI

Hospitais de todo o país participaram do estudo
Hospital Moinhos de Vento apresenta resultados dos Projetos UTI Visitas e Qualidade de Vida Pós-UTI

Hospital Moinhos de Vento apresentou na sexta-feira (22), em evento realizado em Brasília, os resultados obtidos em dois estudos coordenados pela instituição:

UTI Visitas, e

Qualidade de Vida Pós-UTI.

Ambos integram o projeto de apoio Estratégias para Segurança e Qualificação do Cuidado do Paciente Crítico – Visita Ampliada e Continuidade do Cuidado Pós-Alta Hospitalar, desenvolvido em parceria com o Ministério da Saúde – dentro do Programa Institucional de Desenvolvimento do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS).

Conforme o superintendente executivo do Hospital Moinhos de Vento, Mohamed Parrini, as pesquisas cumpriram o nobre propósito de gerar conhecimento e entregar benefícios concretos para a sociedade. “São práticas de baixo custo para o SUS e perfeitamente aplicáveis, com potencial para gerar economia e, principalmente, melhorar o serviço prestado à população”, destaca.

Mohamed Parrini, Superintendente Executivo do Hospital Moinhos de Vento

Mohamed Parrini, Superintendente Executivo do Hospital Moinhos de Vento

XX

Luciano Hammes, superintendente de Educação, Pesquisa e Responsabilidade Social do Hospital Moinhos de Vento, também salienta a importante contribuição da pesquisa para a melhoria da qualidade assistencial do SUS. “Os resultados do UTI visitas e do Qualidade de Vida Pós-UTI embasarão as futuras diretrizes de visitação em UTIs brasileiras e permitirão o desenvolvimento de ações efetivas de prevenção, diagnóstico precoce e reabilitação para os pacientes egressos de UTI”.

No total, 35 hospitais de todo o país participaram do estudo, que avaliou mais de 5.000 voluntários de pesquisa entre os anos de 2016 e 2019. Para o médico intensivista do CTI Adulto do Hospital Moinhos de Vento e líder do UTI Visitas, Regis Goulart Rosa, o evento marca a conclusão de um projeto de extrema relevância para a medicina intensiva brasileira. “Os resultados foram muito positivos e certamente vão provocar uma mudança na prática dos cuidados intensivos no Brasil e no mundo”.

Os representantes dos hospitais participantes do projeto e do Ministério da Saúde também debaterão em Brasília de que forma os dados coletados no dois podem ser aplicados e adotados como rotina nas instituições de saúde pública.

Lideranças do Hospital Moinhos de Vento participaram da entrega dos resultados

Lideranças do Hospital Moinhos de Vento participaram da entrega dos resultados

XXX

UTI Visitas

No estudo UTI Visitas, avaliou-se a eficácia e a segurança da implementação de um modelo de visita familiar ampliada, com 12 horas de permissão de visitação por dia, para pacientes internados em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Ao todo 1685 pacientes, 1060 familiares e 737 profissionais de 36 UTIs representativas das cinco regiões do Brasil foram avaliados.

Qualidade de Vida Pós-UTI

No estudo Qualidade de Vida Pós-UTI, avaliou-se a qualidade de vida em longo prazo e seus determinantes em pacientes sobreviventes de internação em UTI. Mais de 1600 pacientes de 10 hospitais brasileiros foram acompanhados por até um ano de pós-alta da UTI.

Hospitais participantes dos projetos:

UTI VISITAS

Hospital de Urgências de Goiânia (GO)

Hospital Geral de Nova Iguaçu (RJ)

Hospital Santa Cruz (RS)

Hospital Montenegro (RS)

Hospital de Clínicas de Porto Alegre (RS)

Hospital Ana Nery (RS)

Hospital Tacchini (RS)

Hospitais do Complexo Hospitalar da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (RS):  Pavilhão Pereira Filho, Santa Rita, Dom Vicente Scherer (RS)

Hospital Mãe de Deus (RS)

Fundação de Saúde Pública São Camilo de Esteio (RS)

Hospital Nossa Senhora da Conceição (RS)

Hospital da Cidade de Passo Fundo (RS)

Hospital Universitário do Oeste do Paraná (PR)

Hospital do Câncer de Cascavel UOPECCAN (PR)

Hospital Dona Helena (SC)

Hospital das Clínicas da UFMG (MG)

Santa Casa de Misericórdia de São João Del Rei (MG)

Hospital Regional do Baixo Amazonas (PA)

Hospital Geral Cleriston Andrade (BA)

Instituto Nobre de Cardiologia Incardio (BA)

Hospital Universitário Alcides Carneiro UFCG (PB)

Hospital Alberto Urquiza Wanderley (PB)

Hospital Universitário Lauro Wanderlei UFPB (PB)

Hospital Universitário da UFPI (PI)

Hospital Agamenon Magalhães (PE)

Hospital Universitário de Petrolina – Universidade Federal do Vale do São Francisco (PE)

Hospital Geral de Clínicas de Rio Branco (AC)

Hospital do Coração HCor (SP)

Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto FAEPA (SP)

Hospital Regional Dr. Deoclecio Marques de Lucena (RN)

Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (RN)

Fundação Hospital Adriano Jorge (AM)

Hospital Geral do Estado Dr. Oswaldo Brandão Vilela (AL)

QUALIDADE DE VIDA PÓS-UTI

Hospital de Urgências de Goiânia (GO)

Hospital Moinhos de Vento (RS)

Hospital de Clínicas de Porto Alegre (RS)

Hospitais do Complexo Hospitalar da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (RS): Santa Clara e Pavilhão Pereira Filho (RS)

Hospital Nossa Senhora da Conceição (RS)

Hospital Geral Cleriston Andrade (BA)

Hospital do Coração HCor (SP)

Hospital Regional do Baixo Amazonas (PA)

Hospital Ernesto Dorneles (RS)

 

Com informações Assessoria de Comunicação Hospital Moinhos de Vento.
Crédito das fotos do evento em Brasília: Edgar Marra – Brasília/DF

VEJA TAMBÉM

Verde, amarelo e vermelho: hospital rotula alimentos e aumenta venda de produtos saudáveis

Um recente estudo divulgado no JAMA Network Open (produzido pela Associação Médica Americana), realizado por pesquisadores do Massachusetts General Hospital (MGH), localizado em Boston (EUA), mostrou que inserir rótulos nos produtos alimentares em um refeitório hospitalar pode auxiliar na educação alimentar dos funcionários. Os resultados demonstraram a redução de “calorias compradas” pelos colaboradores e o aumento da venda
MERCADO

Centro Clínico Gaúcho contrata dois novos executivos

A operadora de planos de saúde Centro Clínico Gaúcho (CCG) anunciou a contratação de dois novos executivos. Mauro Medeiros Borges assume a diretoria executiva de operações, e Fábio Bernal Rossetto, a diretoria executiva financeira. Borges é médico e tem experiência em gestão no mercado hospitalar e de planos de saúde. Rossetto é economista com pós-graduação e experiência em gestão empresarial,
SEMINÁRIOS DE GESTÃO

Inovação, Novas Tecnologias e Gestão Disruptiva em Saúde com inscrições abertas

As inscrições para a terceira edição do Seminários de Gestão com o tema Inovação, Novas Tecnologias e Gestão Disruptiva em Saúde, já estão abertas. O evento ocorrerá no dia 2 de agosto, no Hotel Plaza São Rafael (Av. Alberto Bins, 514 – Centro Histórico, Porto Alegre). As inscrições podem ser realizadas através deste link (inscrições realizadas até o dia 24/07, possuem desconto). Para a inscrição